Adão e Eva na visão do Espiritismo


versão espirita
De acordo com a Gênesis (O primeiro Livro Bíblico), o mundo, os animais e o homem foram criados diretamente por Deus, durante uma semana (7 dias). Essa afirmação é de 3 mil anos atrás, época em que o homem não tinha os conhecimentos científicos de hoje. Por isso é óbvio que não podemos analisar a Bíblia em seu sentido literal, sob pena de cairmos na infantilidade como a de achar que Deus tinha moldado Adão da argila, soprando-lhe a vida e que uma de suas costelas, foi a matéria-prima para o nascimento de Eva.

Sabemos hoje que a vida apareceu há mais ou menos 3,5 bilhões de anos, portanto, um bilhão de anos após o início da formação da terra. Afirma-se que ela (a vida), tenha surgido na água sob forma de seres minúsculos extremamente simples. Estes seres deram origem às células, depois as plantas e os animais invertebrados que habitavam o mar.

Mais tarde do mar, a vida se fixou sobre a Terra firme e depois no ar.

OS PRIMEIROS SERES HUMANOS:


Surgiram sobre a Terra há aproximadamente 3 milhões de anos. Parece muito mas não é, se considerarmos que a vida no planeta tem mais de 3 bilhões de anos. Ao longo dos anos os seres sofreram transformações sucessivas, dando origem a várias espécies. Esse processo chama-se evolução. Portanto a vida humana descende por evolução, daqueles primeiros seres vivos microscópicos.

Diz Bíblia, que Adão e Eva, foram instalados no jardim do Éden, onde viveriam felizes para sempre, não teriam dores, nem problemas ou dificuldades, não experimentariam a velhice, a doença e a morte. Mas para que isso fosse possível, Adão e Eva, não deveriam comer o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal.

O fruto não é a maçã, já que esta não é citada no texto Bíblico. Mas entenderam os estudiosos da idade média, que ela simbolizava o sexo. Mas porque Adão e Eva não deveriam ter relações sexuais, já que possuíam órgãos sexuais? Conforme ocorre com todos os seres vivos. Por conta dessa extravagante interpretação, durante séculos a atividade sexual foi situada como algo sujo e pecaminosos. Agora perguntamos:

- Se Adão e Eva não tivessem cometido o "pecado", o planeta terra até hoje estaria habitado apenas pelo casal?

- Como Adão e Eva poderiam cometer o "crime" da desobediência se não tinham noção do que é certo ou errado, justo ou injusto, obedecer ou desobedecer?

- Se Deus que é bom, não fosse capaz de perdoar a desobediência do casal, como espera ele que exercitemos o perdão, ensinado por Cristo?

- Deus então errou por ter criado dois seres rebeldes, desobedientes e curiosos?

Sabemos que todas as respostas merecem um “não”. De acordo com Emmanuel, no livro "A Caminho da Luz", psicografado por Chico Xavier, encarnaram aqui na terra, espíritos que foram expulsos de um planeta do sistema de Capela (os chamados exilados de Capela), que fica na Constelação de Cocheiro, situado a 42 anos-luz de nosso planeta. Tais espíritos perderam o Paraíso ou seja, o Planeta em que moravam, que era mais evoluído, para vir morar em nosso planeta na fase primitiva.

Estes Espíritos deram origem à raça simbolizada na pessoa de Adão e, por essa razão mesma chamada raça adâmica. Muito adiante do homem terrestre, em inteligência e cultura, eles promoveram notável surto de progresso em nosso planeta. Deles se originaram-se o grupo dos Arias, a civilização do Egito, o povo de Israel e da Índia.

Quando eles aqui chegaram, a Terra já estava povoada desde os tempos antigos, como a América (pelos índios).

A história de Caim narra que após matar seu irmão Abel, o mesmo saiu vagando pelo mundo, por ordem de Jeová, encontrando assim a Terra de Nod, a leste de Éden, onde reconheceu sua esposa, dando-lhe a entender que havia mais pessoas habitando o paraíso. Lembramos que assim como Adão e Eva, Caim e Abel, também são figuras alegóricas e estes simbolizam a personalidade das criaturas.

A narrativa bíblica diz, repetimos, de forma alegórica, que Deus tomou um pouco de barro, deu-lhe forma humana, soprou-lhe as narinas e surgiu o primeiro homem. Esta fantasia tem algo real ao situarmos o barro como símbolo dos elementos químicos usados por Deus, para criar o homem. O corpo humano foi constituído dos elementos materiais básicos deste planeta. E costela, significa que a mulher é da mesma natureza do homem, não lhe é inferior, mas sua igual e o homem deve amá-la como parte de si mesmo.

Lembremos que essa história de Adão e Eva, foi contada por Moisés a um povo ignorante que não entenderia a história real. Assim como fazemos com nossas crianças, sobre vários assuntos. Pensemos: Se até hoje muitos não entendem, imaginemos naquela época?

A RAÇA ADÂMICA:


Aconteceu o mesmo que vem acontecendo com a população do nosso Planeta Terra. Aqueles que persistirem na maldade, não reencarnarão mais (serão “expulsos do Paraíso”), ou seja, não herdarão a Terra, como afirmou Jesus Cristo. Na medida em que retornarem ao além (ao desencarnarem), haverá a separação do joio e do trigo.

Os Espíritos que persistirem no mal (joios), encarnarão em planetas inferiores (à Terra regenerada, “onde haverá choro e ranger de dentes” porque enfrentarão limitações e dores que funcionarão como lições que, ajudarão na eliminação das falhas morais que, ainda fazem parte da sua personalidade, até que aprendam a serem “mansos e pacíficos”, para que suas atitudes sejam dignas de filhos de Deus. Os bons (os trigos), continuaram a reencarnar na Terra, que está deixando de ser um mundo de provas e expiações, (onde habitam espíritos ignorantes e maldosos), para ser um mundo de regeneração (onde habitarão espíritos regeneradores), para que o reino de Deus, que é de amor, de caridade, de paz, de solidariedade, se instale na Terra.

Então podemos concluir que a raça adâmica foi expulsa do Paraíso, ou seja de um planeta superior do sistema de Capela, estrela pertencente a constelação de cocheiro, para morar num planeta inferior que é a Terra, por não seguirem as leis Divinas.

Como disse Jesus Cristo: "Há muitas moradas na casa do Pai".

Comentários