Selo da Paz

Emmanuel
No trânsito da vida, quando te apareçam entraves e fracassos, não te esqueças de que a paciência é o passaporte suscetível de assegurar-te livre passagem através de todas as dificuldades e travessias.
 
Se estás doente, não será com o desespero que aproveitarás o remédio que se te administra.
 
Se experimentaste algum desgosto, a irritação não te afastará do íntimo a nódoa de sombra.
 
Se sofreste prejuízos de ordem material, não será parando em acusações e gritaria que conseguirás a restauração dos próprios recursos.
 
Se atravessas incompreensões em família, de modo algum te livrarás de semelhantes atropelos, multiplicando reclamações e exigências.
 
Se essa ou aquela pessoa querida se te mostra perturbada, a ponto de ferir-te, não será martelando-lhe o crânio que lhe traçarás o processo da cura.
 
Cultivando paciência, no cotidiano, transportarás contigo a força capaz de vencer todos os obstáculos que, porventura, te agridam a existência.
 
E isso acontece porque as Leis de Deus marcaram a paciência, na condição de selo da paz.

Do livro:" Jóia "/ Francisco Cândido Xavier /Emmanuel.
Compartilhe no Google Plus

Sobre o autor: Cele São Francisco de Assis

0 Comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *