Um Mês com Bezerra de Menezes - Dia 27

Infalibilidade


Filhos, não vos considereis criaturas isentas de erros, para que a compaixão vos inspire na apreciação da conduta alheia.
Todos, a qualquer momento, poderemos cair, equivocados.

Em sua maioria, os adeptos da Doutrina estão longe de ser os missionários que se imaginam, ou que companheiros desavisados os supõem nas tarefas em que se redimem.
Não vos consintais a idolatria e nem provoqueis elogios a vosso respeito, suscitando ilusões que muito vos haverão de custar.

Esquecei o passado e, sob qualquer hipótese ou pretexto, fugi de rememorá-lo, principalmente no que tange às vossas ligações afetivas do pretérito.
O esquecimento das vidas que se foram representa uma das maiores dádivas da Lei Divina para o espírito na reencarnação.

Observai as vossas tendências e inclinações no presente e tereis uma ideia aproximada do que fostes e do que fizestes outrora.

Se reparardes um companheiro em queda, em vez de injuriá-lo, procurai socorrê-lo para que se levante e prossiga no desempenho das obrigações que lhe pesam.

Quem escarnece da Humanidade, escarnece de si mesmo; quem apedreja o pecador, lança pedras sobre a sua própria imagem...

Feliz de quem já sabe reconsiderar o caminho percorrido e, se necessário, alterar o curso da caminhada.

Quase sempre, os erros que identificais nos outros vos servem apenas de justificativa para os erros que cometestes ou pretendeis cometer,..

Não contemporizeis com o mal que subsiste em vós. Dos outros procurai, única e tão-somente, imitar o que for bom.

Pretender a infalibilidade, vossa ou do próximo, na atual conjuntura evolutiva do espírito humano no Planeta, seria pretender o inexequível.

Filhos, compadecei-vos uns dos outros e não fomenteis discórdias entre vós.


Cada qual se encontra estagiando em um degrau especifico da simbólica escada do conhecimento espiritual, de que as mais diversas religiões não passam de simples representantes na Terra.




Extraído da obra A Coragem da Fé, Bezerra de Menezes/ Carlos A. Baccelli.
Compartilhe no Google Plus

Sobre o autor: Cele São Francisco de Assis

0 Comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *