Progresso e vida

Quem lance na Terra ligeiro olhar para a retaguarda de oito lustros se espantará certamente em verificando o progresso dentro do qual a vida planetária vai marchando, aceleradamente, para o futuro melhor.
Carta de Chico Xavier (1961)Image by coisasantigas via FlickrAinda assim reconhecerá que as exigências de ordem espiritual não se alteraram muito no curso do tempo.
O homem de hoje dispõe fartamente da televisão pela qual consegue, se o deseja, contemplar de perto as ocorrências do mundo, no entanto, não possui autoconhecimento bastante para analisar-se de modo construtivo.
Inventa computadores que o auxiliam efetuando prodígios de informação e de cálculo, mas ainda não conhece, nas engrenagens perfeitas em que se expressam as leis de causa e efeito que lhe presidem a experiência e o destino.
Utiliza a energia nuclear, todavia, ignora ainda toda a extensão dos poderes do espírito.
Realiza voos espaciais aplicando os princípios da astronáutica, entretanto, é compelido a receber aulas de relacionamento humano a fim de harmonizar-se com os vizinhos que não lhe adotem o modo de pensar ou de crer.
Vacina-se contra a poliomielite, mas não consegue, por enquanto, imunizar-se contra os perigos do ódio e do ressentimento, da discórdia e do desespero.
Desfruta os recursos do subsolo, até mesmo do próprio mar, e descobre minas de nitrogênio nos céus que o rodeiam, no entanto, não sabe manejar, senão muito imperfeitamente, os valores da alma.

******
Compreendamos que a Humanidade atual efetua proezas admiráveis em todos os domínios da natureza física, mas é necessário que os nossos corações se adaptem às leis do bem que Jesus nos legou, de modo a irmanar-nos e a respeitar-nos uns aos outros, sem o que o lazer na Terra ser-nos-á fator desencadeante de tédio e deliquência e a grandeza exterior se nos erguerá em soberbo palácio – onde prosseguiremos sofrendo à mingua de amor.

Emmanuel psicografado por Chico Xavier para a  coluna intitulada Missão dos espíritas, publicada na coluna dominical "Chico Xavier pede licença" do jornal Diário de S. Paulo, na década de 1970.

Compartilhe no Google Plus

Sobre o autor: Geraldo V Laps

1 Comentários:

  1. Olá Geraldo querido!
    É a evolução dos conhecimentos externos em contraponto com a regressão dos valores e auto conhecimento... O homem busca explicações naquilo que o cerca, mas continua um desconhecido pra si mesmo. Enquanto não tivermos consciência de que precisamos conhecer a nós e nos reconhecer como peças fundamentais e transformadoras deste mundo, caminharemos cegos pela vida.
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *