Pesquisar

Carregando...

A eutanasia de animais na visao espirita - parte II


Continuamos neste artigo, o assunto começado lá na parte I - não leu? o link está aqui

O assunto é Eutanásia

P: No ano passado tive que mandar fazer eutanásia em uma cachorrinha vira-lata, que estava com câncer de mama. Levei ao veterinário e ele disse que não restava outro meio. A pergunta é: Ela pode ser um dos meus cachorros? Quando olho nos olhos da minha Zica e da Brendinha eu sinto isso.

R: Quando os animais desencarnam, eles têm uma tendência a retomar rapidamente ao mundo físico; Espíritos superiores se encarregam disso. Por isso encontramos no O Livro dos Epíritos, que eles (os animais) não têm tempo para uma vida de relação, portanto não vivem como seres errantes. Ao chegarem ao Mundo Espiritual são, rapidamente, colocados em contato com as colônias que os preparam para reencarnar. Em pouco tempo retornam ao mundo físico encarnados como embriões que se desenvolvem, passando por todas as fases de crescimento até o momento do nascimento. Talvez um destes animais que você tem em casa seja um deles, se nasceram depois de, no mínimo, dois meses e meio após ela deixar o corpo físico. Se já existiam antes disso, então, não. Talvez, então, volte por intermédio de uma ninhada que esteja a caminho. Ou não retorne mais a este mesmo lar, se seu aprendizado ali já tenha terminado.

"A alma do animal sobrevive ao corpo. " (Kardec)

P:. Fale sobre eutanásia praticada por veterinários, às vezes a pedido do dono do animal.

R: A eutanásia é um último recurso usado para aliviar o animal de um sofrimento do qual não se recuperará e não um meio de os donos descontentes de se livrarem de um incômodo. Se for retirada a vida de um animal sadio por simples comodidade dos que querem se livrar de seu animal, por ser velho ou por ser imperativo, por exemplo, neste caso não se falará em eutanásia, mas, sim, em assassinato. Não se pode tirar a vida de uma pessoa ou animal por simples comodidade. O veterinário consciente de suas obrigações, como médico, não deveria aceitar proceder a eutanásia a pedido dos donos, a menos que concorde que não haja tratamentos que possam recuperá-lo do sofrimento. O médico veterinário, após passar anos pelos bancos de faculdades, sabe avaliar a necessidade ou não de se proceder à eutanásia. Os donos podem até mesmo cogitar da possibilidade, mas é o veterinário quem dirá se é ou não válida esta prática em um caso específico. Proceder à eutanásia por comodismo ou por simples meio de obter vantagens financeiras é condenável.

"A inteligência é assim o ponto de encontro entre a alma dos animais e a alma dos homens." (Allan Kardec)

P: . Eu gostaria de saber o que acontece a um cão que falece por eutanásia.

R: Quando um animal falece, seu Espírito é amparado por espíritos encarregados de encaminhá-lo aos locais adequados no Plano Espiritual. Não importa se falecem naturalmente ou por eutanásia, eles são igualmente assistidos e amparados pelas equipes espirituais. Quando um veterinário procede à eutanásia, ele usa anestesia geral para que, perdendo a consciência e dormindo profundamente, o animal se desligue parcialmente do corpo. Em seguida a equipe espiritual, que se encarrega deste animal, procede aos desligamentos complementares deste corpo para que seu corpo espiritual separe-se de modo definitivo, enquanto o espírito do animal mantém-se também inconsciente naquela outra dimensão. Então além do desligamento parcial criado pela anestesia, há o desligamento complementar promovido pelos espíritos. Logo após, o veterinário, aplicando alguma substância letal, consegue provocar uma parada cardíaca no corpo físico. Neste momento o espírito do animal já não se encontra mais ligado a ele. Portanto, deste modo não há sofrimento nem dor neste procedimento.

"Visto que os animais têm uma inteligência que lhes dá uma certa Liberdade de ação, há neles um princípio independente da matéria." (Allan Kardec)

P: Meu cachorrinho sofria de insuficiência renal crônica, um tumor no testículo e inflamação crônica na coluna. Decidimos pela eutanásia, mas me sinto culpada desde que vi seu corpinho sem vida. Queria saber se o Espírito dele já está livre das dores que o corpo terreno lhe proporcionava. Queria ter certeza de que ele está bem e feliz.

R: As equipes espirituais, que se encarregam dos animais, se esmeram em evitar que sofram desnecessariamente. Quando desencarnam, eles imediatamente se vêem livres das dores que lhes provocavam sofrimento. Eles são tratados de modo a eliminar as dores e corrigir as formas corporais e fisiologia corporal (do corpo espiritual) antes de serem enviados à reencarnação ou trabalhos voluntários ao lado dos Espíritos. Quando encaminhados à reencarnação, seus corpos são reconstituídos e preparados para a miniaturização que antecedem ao retorno ao mundo físico. Neste processo, todo o sofrimento evidente nos momentos que antecederam o desligamento (em decorrência da própria enfermidade) desaparece para dar lugar a um corpo, sadio e perfeito em que não há mais dores e sofrimento. No entanto, no caso de morte provocada sem as devidas providências preventivas provocada por algum leigo e não por um veterinário) as conseqüências são diferentes. Quando no desligamento não foi usada anestesia e substâncias tóxicas causaram lesões ao corpo espiritual, as equipes espirituais têm mais trabalho em recuperar a saúde do animal lesado e o sofrimento é maior também. E prolonga-se porque o desligamento entre o corpo físico e o espiritual é mais lento. Neste caso o animal mantém a consciência por mais tempo, permanece ligado ao corpo físico por mais tempo, mas mesmo assim o alívio é imediato quando as equipes o desligam em definitivo. Então, em geral, são tornados inconscientes e permanecem em estado de suspensão. Algumas vezes têm permissão para ficar acordados durante o processo de desligamento e após também. Uma vez desligados, o sofrimento desaparece e a felicidade toma o lugar da dor.

Se a eutanásia foi feita por uma pessoa que evitou a dor, então ele nada sentiu e somente encontrou a felicidade no outro lado da vida. Marcel Benedeti

68 comentários: Leave Your Comments

  1. Geraldo, só pra entender, o espirito de um cachorro só retorna como cachorro? Ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigos, uma dica de leitura sobre eutanásia a partir da visão de dois medicos veterinários
      http://irmaosanimais-conscienciahumana.blogspot.com.br/2014/03/reflexoes-sobre-eutanasia.html
      http://irmaosanimais-conscienciahumana.blogspot.com.br/2014/03/eutanasia.html
      A partir de estudos espiritas
      http://irmaosanimais-conscienciahumana.blogspot.com.br/2013/10/a-eutanasia-nos-animais.html
      Para criar novas reflexões
      Grande abraço
      Simone

      Excluir
  2. Muito esclarecedor!!!

    Ótima postagem!!

    Daniel
    www.ideiascorporativas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Otimo tema,muito explicativo tomara que vcs abordem mais o assunto.
    Raquel

    ResponderExcluir
  4. Como muita gente (felizmente) tem se interessado pelo assunto e eu tenho aprendido muito ouvindo as palestras de Trigueirinho sobre os animais, eu gostaria de deixar essa sugestão para esclarecimentos. Ele fala sobre a evolução anímica. Diz que o espírito passa por estágios no reino mineral, no vegetal, no animal (em várias espécies)e depois, com ajuda humana, sua alma vai se indivudualizando até se tornar alma humana. Os cachorros, os gatos, os cavalos, as baleias e os golfinhos estão em seus últimos estágios como alma animal. O gado também estaria se não estivesse sendo tratado pelo ser humano como tem sido tratado na superfície da terra. Muita luz a todos vocês.

    ResponderExcluir
  5. Acabei de perder minha querida Naja, uma Rottwailer com 7,5 anos, muito nova e saudável... Uma cadela fora de série, muito fiel, companheira e meiga, acima de tudo. O Problema dela foi um tumor (raríssimo) no cránio, provavelmente resultante de uma batida acidental na parede. O cancer foi fulminante, em menos de 02 meses ela definhou completamente. Nossa ultima noite (minha e de Minha esposa) foi de ansiedade, medo e frustação, pois o tramal já não fazia mais efeito. Hoje (03/06/2010) tivemos que fazer uma difícil escolha, a eutanásia ou mante-la viva e ve-la sofrer... Fiquei mais aliviado ao ler este Blog, muito esclarecedor, pois vai de encontro com as doutrinas espiritas. Parabéns. Na minha opinião, são os animais que ajudam a nossa evolução como seres humanos, eles nos fazem ser pessoas melhores e nos ensinam a amar incondicionalemente.
    Muita saudades da minha Naja!
    Fabio Fanti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo3:15 PM

      O câncer é mesmo uma doença terrível. Acabei de perder meu cão, meu filho, por conta de um tumor raro que em menos de um mês afetou quase todos os órgãos. Também tivemos que optar pela eutanásia pois não havia tratamento. Na última noite ele mal respirava, além de estar há uma semana sem comer ou beber água, a base de soro. A dor de ver o sofrimento dele foi grande e a da eutanásia a maior que já senti na vida. Mas uma amiga estudante de veterinária me disse uma frase que nunca vou esquecer: é preciso saber o limite entre o amor e o egoísmo. Mantê-lo conosco com dificuldades de respirar, chorando, sem comer e já fugindo de qualquer seringa ou comprimido seria egoísmo.

      Excluir
  6. Na última segunda-feira 09/08/2010 tive que tomar a díficil e dolorasa decisão de autorizar a realização de eutanásia no meu fiel e amado companheiro JR, um pincher que me acompanhou por 16 anos. A dor e a saudade ainda são grandes, mas ao ter acesso as informações e comentários do blog, sinto-me mais recorfortada em saber que ele já está livre das dores física e que em breve reencarnará, espero que em lar amoroso e respeitoso para com os animais, como foi enquanto esteve conosco. A saudade persistirá.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo9:25 PM

    EU TAMBEM TIVE QUE HOJE DIA 01 DE NOVEMBRO DE 2010 DEIXAR A VET DO MEU PASTOR ALEMAO BILL CLINTON FAZER A EUTANASIA NELE. TINHA CANCER NA CABEÇA QUE ERA TRATADO A UM BOM TEMPO, O CANCER PASSOU PARA OS TESTICULOS. ALEM DISSO TINHA DISPLASIA( NAO ANDAVA MAIS) E AS PATAS DA FRENTE SE ENFRAQUECERAM NAO CONSEGUIA FICAR COM O TRONCO ERETO. SO FICAVA DEITADO E LEVANTAA A CABEÇA.O NARIZ COMEÇOU A SANGRAR.FAZIA SUAS NECESSIDADES DEITADO. FOI MUITO DIFICIL TOMAR ESSA DECISAO. ESTAMOS TODOS MUITO TRISTE.NAO PARAMOS DE CHORAR UM MINUTO.MAS LENDO AGORA ESSE ARTIGO. TO MAIS CALMA...

    ResponderExcluir
  8. Exelente e reconfortante esse blog! Parabéns e obrigada pelos esclarecimentos.
    Perdi minha cachorra Julie no dia 22 de novembro 2010 com um tumor na mama que afetou seu pulmão dificultando a sua respiração.Feliz agora em ter a certeza que ela esta bem e muito bem amparada. Ficará as saudades eternas e a lição do amor incondicional; que aprendemos muito com ela. Minha familia e eu somos gratas por ela ter divido tanto amor e carinho; nesses 12 anos... Desejo profundamente que que ela encontre um lar amoroso que a façam muito feliz!
    Muito luz a todos!
    abraços fraternos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fatima !

      Me chamo Jullyane e ontem dia 01/04/2014 perdi a minha cachorrinha que por coincidência se chamava Julie e estava com um tumor na mama também, ela tinha 16 anos, não paro de chorar e de me culpar pela morte dela, pois o Veterinário me aconselhou a optar pela eutanásia, uma escolha muito difícil mais acabei optando por ela.
      Não queria mais ver a minha cachorrinha sofrendo, tinha horas que o olhar dela era tão vivo de felicidade ao receber um carinho , más outras já não tinha mais forças e o seu olhar era triste.
      Nos últimos quatro dias ela já não conseguia andar e nem se mexer, não comia nada apensa bebia égua e leite na seringa, começou a fazer suas necessidades deitada, e a única força que tinha era para levantar seu pescoço para seguir-me com o seu olhar por onde eu ia.
      Eu queria ter feito mais por ela, somos quase da mesma idade ela 16 e eu 18 creio que ela veio com o proposito de mudar a minha vida, porque ao longo da sua doença eu tomei uma decisão muito importante, vou ser médica e não importa se irei cuidar de animais ou de seres humanos, más sim que vou ajudar muitos, vou começar a Faculdade de enfermagem este mês e vou dar o meu melhor para crescer nesta vida com o intuito de ajudar ao próximo.

      Eu queria tanto que ela voltasse pra mim, cheguei a pensar em nunca mais ter outro animalzinho para não passar pela mesma situação que passei com ela, más pensar assim é errado não é mesmo? Queria saber se ela está bem, se ela me perdoa por eu ter tirado a vida dela, se ela se sente sozinha.

      Espero que ela não tenha sofrido na morte dela, não me sai da cabeça a hora em que dei um beijo nela e pedi perdão à ela e deixei ela na sala sozinha com o Veterinário, tadinha não sabia o que estava acontecendo, o meu maior arrependimento foi de não ter trago o corpinho dela para enterrar, com a influência do édico e do meu pai acabei deixando ela lá .

      Espero que um dia ela volte pra mim e quando isso acontecer eu sinto que saberei que é ela !

      Estou muito abalada ainda, más ao ler essa matéria o meu coração já deu uma esparecida, e vou mais a fundo para saber melhor sobre este assunto acredito que será uma terapia para mim.

      Julie sempre será minha princesa !!

      Excluir
    2. Agora entendo e sinto a dor da perda !

      Excluir
  9. Anônimo1:39 AM

    Eu agora recentemente, fiz a dificil opcao pela eutanasia no meu caozinho jACK um lindo pointer perdigueiro ele estava com com cancer na prostata no baco e no figado ja com varias metasteses, nao havia mais chances para ele, tentei ate o ultimo momento, mas o veredito do veterinaro foi um so:Para ele nao sorfer mais somente eutanasia, chorei muito mas abri mao de estar com ele sofrendo para liberta-lo, meu coracao ta sangrando mas tenho FE que ele vai voltar pra nos.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo7:57 PM

    Dia 10/12/10...quase morri junto com meu gatinho...17 aninhos!!
    Tava muito dodoi....
    Que hora triste " a sentença de morte..EUTANASIA".Mas...nao podia ver ele sofrer tanto!Veterinario disse q. so o corpo dele estava ali...mas, a alma ja' tinha ido!!
    Choro muito!! saudadessssssss d+++++++
    Tbem tenho muita fe' que ele vai voltar pra' nos...ah,se vai!!
    Fizemos de tuuuuuuudo por ele.......masssss.
    Agora so' trizteza e saudades!
    :(
    val :(

    ResponderExcluir
  11. Anônimo10:25 PM

    meu cão faleceu hoje 17-12-2010, sabia que o caso dele era complicado,então resolvi pela eutanasia já tinha até assinado o documento mais quando o trouxeram ele olhou nos meus olhos com o rabinho balançando desisti na hora.
    deixei ele no vet tomando todos os medicamentos necessários. pedi a Deus para aliviar a dor dele se fosse a hora, Deus o chamou. me sentiria pessima se tivesse feito aquilo. não me acho no direito de tirar a vida de nenhum ser, e de um ser que me fez tão feliz.
    Max que esteja em paz agora

    ResponderExcluir
  12. Perdi ontem em pleno Natal meu primeiro irmãozinho animal, meu gato Zinho. Quase 10 anos de convivência, apareceu do nada no meu quintal em 2001, filhotinho, e persistiu em ficar. Fui tomando amor por aquele serZinho quando em 2007 foi diagnosticado SUF, problema sério e degenerativo nos rins. Veterinários diziam que era normal isso em gatos machos, mas decidi fazer de tudo para que Zinho não sofresse e ficasse comigo o tempo maior possível que Deus permitisse. Mudei sua alimentação, aumentei a dose de amor e cuidados, chegou a passar por uma cirurgia, gastei tudo que podia e não podia gastar, monitorava tudo, até a hora do xixi. Ele ficou mais próximo ainda, fazia festa quando eu chegava em casa, sempre arrumava um jeito de ficar no meu colo e olhava pra mim parecendo que queria falar alguma coisa.
    Tô arrasada com sua ausência,até cheguei a me despedir dele antes de levá-lo de volta à internação, pois já estava definhando muito rápido em uma semana, quando parou de comer.Depois de fazer xixi, ele deitou no chão do banheiro muito fraco e eu me abaixei, peguei sua patinha dianteira e olhei nos olhos dele, dizendo o quanto eu estava agradecida a ele pelo carinho, amizade e companherismo durante nossa convivência. Repeti várias vezes que o amava, mas que eu não queria mais vê-lo sofrer tanto. "Se vc quiser ir, meu amigo, vá em paz, eu vou entender". Beijei a sua patinha e ele piscou pra mim como se tivesse sorrindo. Cheguei a pensar em conversar com a veterinária sobre a possibilidade da eutanásia diante de tanto sofrimento, mas também a pedi à espiritualidade amiga,entre soluços, que fizesem alguma coisa, que ficassem com ele lá na internação impedindo seu sofrimento. Que ele melhorasse ou fosse levado daqela dor. Falecu 18 horas após meu pedido.
    Tô sofendo, só sei chorar, mas sei que ele agora está bem. Espero que possa voltar pra mim um dia e que eu consiga reconhecê-lo!

    ResponderExcluir
  13. viviane , sei pelo que esta passando ,recentemente me separei de uma amiga muito amada, minha cadela mica , uma labradora preta muito amada tbm, mas o que me conforta é saber que ela não sofre , que com certeza esta muito feliz na colonia dos animais. minha querida pense sempre que o zinho esta bem e feliz , não chore,pense nos momentos bons e vc terá a sensação de que ele esta perto de vc ,eu olho pra foto da mica e lembro dos nossos momentos , bate uma enorme saudades,mas sei que ela agora está bem e feliz,sei que meu pensamento carinhoso,faz com que ela se sinta bem tbm,força amiga muita luz em seu caminho ,bjs

    ResponderExcluir
  14. Anônimo5:30 PM

    Hoje , uma quarta-feira , dia 02 fev de 2011 , tive que tomar uma das decisões mais difíceis até agora em minha vida : Autorizar a eutanásia em minha cadela "CALL" uma pastora Alemã de 10 anos com um Câncer ósseo que por metástase tomou conta de todo o seu corpo. Eu , minha esposa e minha filha amávamos muito ela. Ela não era um cão , era um ser que trocava muito amor com a gente.
    É muito sofrido e difícil perder um grande amigo como este , mas foi necessário , pois ela estava sofrendo muito , seus ossos estavam esfarelando. Doença Cruel. Eu acredito na evolução do Planeta Terra e nas pessoas que aqui habitam e com certeza , um dia nós teremos a solução para a maioria dos males de doenças letais.
    A "CALL" , minha cadela , com certeza , me deixou um pouco melhor , me ajudou e muito a ser um ser humano melhor , mais compreensivo , mais justo , mais humano.
    Obrigado amiga e onde você estiver , seja muito feliz.
    Quem sabe , um até BREVE.
    Luiz Madeira.
    Jaboticabal-SP

    ResponderExcluir
  15. Anônimo10:08 PM

    No dia 12/02/2011 fui obrigado a tomar a decisão mais difícil até agora desses meus 30 anos: A eutanásia na minha gatinha Shena que tinha 15 anos que apresentava um quadro de Leucemia muito avançado e a veterinária aconselhou pelo bem do animal que fosse feito esse procedimento.

    Em duas semanas minha gata piorou muito, chegando às últimas horas parando de andar devido a pneumonia originada pela leucemia , confesso que até hoje paro no meu quarto e fico chorando de saudade da minha gatinha mas procuro lembrar dos momentos felizes que passamos e posso garantir que foram muitos.

    Queria agradecer a vocês pelos seus depoimentos e principalmente os autores do Blog que me ajudaram nessa decisão e nesse momento tão complicado que estou passando.

    A Shena trouxe alegria, felicidades, amor, carinho e companheirismo para nossa família e espero do fundo do meu coração que um dia encontrá-la se isso não ocorrer espero que seu próximo lar você seja tão amada como foi na nossa família.

    Saudades!!!
    Rodrigo Lins - Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  16. Anônimo11:44 PM

    Nossa eu chorei com tanto depoimentos de amor aos seus bichinhos, eu tenho 3 cachorros, e sofro antecipada de saber que eles provavelmente vão morrer antes de mim, eu ás vezes olhos para eles eu choro, na verdade não sei se consigo ve-los partir, sou uma pessoa de quase nada de amigos, descrentes nas atutuldes dos seres humanos, critica com os mesmo, não acredito em tamanha barbaridades que fazem por ai, ou no materialismo que praticam, um cão não quer uma casa grande nem dinheiros querem amor, ás vezes vemos na rua mendigos sem ter nada a oferecer, para os cães, mas sempre tem um lá perto acompanhado ...
    Cara eu amo os animais..
    Janaina Juiz de FOra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tambem amo,estou chorando te escrevendo, tive que autorizar o vet a fazer, eutanasia na MINHA sharpey Jolie de cinco anos vai fazer um mes dia 7/01/2013, em 18 dias doente nos a perdemos, ela tava sofrendo muito nao conseguia levantar eu passava a noite com ela dando 1ml de soro,remedio ela colocava tudo pra fora, qdo fui leva-la qdo coloquei na mesa ela levantou e colocou a cabeca no meu ombro eu pedi perdao, sofro muito me arrependo muito, e uma dor e um vazio, sinto muita falta, peco perdao todos os dias, sempre digo pra mim que ela vai voltar e vai me dar um sinal, tenho esta esperanca a jolie era minha Companheira, carinhosa, qdo chegava em casa a primera coisa que fazia era dar um cheiro nela e outro no brad, agradeco a todas as pessoas q compartilham sua dor aqui e uma forma de dar um alento a pessoas como eu.

      Excluir
  17. leonardo franklin4:30 PM

    Eu não gostaria de estar aqui escrevendo isso, mas aconteceu comigo tb, minha poodle de 14 anos, morreu de cancer, eutanasia...acho que foi o pior dia da minha vida, e eu fiz questao de assistir, acompanhar ela ate o ultimo suspiro, deixei ela sentir meu cheiro...pra ver que nao estava abandonada. Sou e´spírita, acredito em muitas coisas, e isso me comforta, mas eita palavra fdp...SAUDADE...isso é dificil demais olhar pela casa e nao ve-la nos locais aonde ela costumava ficar...o meu pai quase infartou, era a companheira dele...ela faz 4 cirurgias, tuirou o tumor varias vezes, e o ultimo pesou quase dois quilos!!! ela sobreviveu mas ele voltou em menos de 20 dias...dai ja era, o meu veterinaria Neto de Juiz de Fora foi excelente, profissional e amoroso, como se fosse dele o meu cachorro, a shakira se foi, a saudade ficou,tem uma hora que cheguei da clinica, ta muito recente, to mal, mas...é a vida...nada que o tempo nao cure...valeu shakira,brigado pela companheira que vc foi pra todos nós , principalmente pro meu pai...seu parceiro fiel...espero ter feito o certo...valeu shakirinha...vovô te manda um bj tb.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada a todos..sabado dia 23 de junho de 2012,tive que tomar essa decisão também, o Valente um dálmata de 15 anos estava sofrendo muito, nao conseguia andar,fazia as necessidades deitado,com muita dificuldade p respirar, o veterinario é o mesmo,por isso resolvi escrever pra vc, O Neto foi um amor de pessoa,veio aqui em casa e fez tudo com ele deitadinho no meu colo sentindo meu cheiro e fazendo carinho até o fim...mas ta muito dificil ainda...esse blog ajuda a beça..obrigada

      Excluir
    2. Vanessa5:57 PM

      Boa tarde! Minha linda poodle Mel, meu anjinho se foi dia 27/06/2012... estou sofrendo mto, a saudade dela é imensa. Fiquei com ela até o fim, ela estava com cinomose (fase final). Lutei pela vida dela mesmo o vet dizendo que não adiantava, mas chegou o dia em que o desespero de ver ela sofrendo daquele jeito me fez optar pela eutanasia, conforme o vet ja havia indicado. Naquele momento achei que era o melhor para ela, mas agora me sinto mal pq penso que não deveria ter tirado a vida de quem eu amava tanto. Espero que ela não tenha ficado triste cmg. Choro todos os dias, pq me arrependi de ter autorizado a eutanasia.

      Excluir
  18. minha gata estava bem,mais estava com um tumor no torax.levei ela para operar,falei para a medica que nao queria eutanasia,ela a anestesiou levou a mesa de cirurgia,e quando abriu resouveu fazer eutanasia,nao falou comigo,chamou minha mae,que quando voltou trouce minha gata morta,fiquei apavorada,chorei muito,desegei morrer a ter que ver aquilo.estou traumatizada e nao quero mais voltar la.noa consigo perduar a veterinaria.

    ResponderExcluir
  19. Sonia Loureiro
    Semena passada meu Meninão se foi, um Pastor Belga Negro, encontrei na rua abandonado fazem quatro anos, foi jogado fora pelo antigo dono, descobri há quinze dias que ele tinha tumor no fígado e já havia metástases. Não houve tempo para tratamento, ele foi parando os orgãos. Então, a veterinária me aconselhou a eutanásia, hoje faz uma semana e estava me sentindo culpada por ter autorizado. Entrei aqui e depois do que eu li estou me sentindo confortada. Foi a decisão mais terrível da minha vida, sei que foi por amor para que ele não sofresse mais do que já estava passando. Muito Obrigada a todos! Muito Obrigada meu Ninão pela vida que passei com voce!

    ResponderExcluir
  20. Carolina Luiza6:34 PM

    Estou inconsolável, mas fico um pouco mais tranquila em saber que minha amada companheira de 14 anos encontra-se amparada e sem dor, após um longo período de sofrimento.Foi uma decisão muito difícil, que gostaria de nunca ter precisado tomar. Mas me conforta saber que o sofrimento dela acabou.
    Saudades eternas de Cindy e sempre agradecida a ela pelos anos de alegria que ela me proporcionou.

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Nessa semana,após um mês que o veterinário,me deu a noticia que minha Bronye..nada mais restava a fazer,era só analgésicos ou eutanásia,tinha lesão neurologica que fazia caminhar tendendo para um lado,ele falou que foi AVC,ou um tumor se formandoe que não era certo abrir a cabeça para ver,ele não faria isso,pela idade dela tb..Então era morfina e dipirona de 12 em 12 hs.Como sofri desde então,afinal ela conviveu comigo por 16 anos..mas estava sofrendo com dores atrozes,e passar só com analgésicos ,nao era justo para esse anjo.Rezei tanto,pedindo que Deus a levasse naturalmente,mas...segunda-feira ela piorou,começou a defecar sangue e inflamações,como me doeu..ela sofria com problemas de bicos de papagaios desde ano passado,e de janeiro até agora agosto,me dediquei 24 hs só para ela,ter uma qualidade de vida melhor.mas nessa segunda,telefonei para veterinario e ele disse tráz ela agora.Para mim foi um choque.....com o sofrimento dela,não podia mais adiar a eutanasia..que sou contra,mas para ela,ultimo ato de meu amor.
    O que me deu força para realizar,é que horas antes ,eu deitada,descansando um pouco..com a minha cabeça coberta,senti muitos passos no meu quarto,como se tivesse muita gente circulando.Tirei as cobertas ,não haviam pessoas da casa,mas parecia pessoal médicos,e falei para mim:Vieram buscar a Bronye!.aceitei...
    Mas ainda não digeri e sofro por ela ter que ter feito eutanasia.Pq não foi natural..talvez ela não merecia sofrer mais,,mas na hora fui forte e em frente,parece que guiada.
    Desde então tenho procurado me esclarecer sobre o caso e encontrei seu blog,no qual começo a seguir.
    Fiz certo a eutanasia..que duvida que me crucifica
    Obrigada!
    Bronye(uso Bronye, ja homenageava ela há muito tempo,por isso meu blog bruxinha bronye..minha bruxinha é ela)

    ResponderExcluir
  22. Obrigada por esse blog. Acabei de acompanhar a eutanásia da minha cachorrinha, companheira de 12 anos. Estava com o pulmão tomado de tumores, já sofrendo há algum tempo, nos últimos 5 dias não comeu nem bebeu, não levantava a cabeça e tremia durante todo o tempo. Não aguentamos mais ver o sofrimento dela, assisti ao processo da eutanásia porque queria ter a certeza de que ela não sofreria...foi feito com anestesia e depois a injeção letal.
    Foi muito triste, me semti muito mal, mas ao ler o blog já estou um pouco melhor. Obrigada

    ResponderExcluir
  23. Anônimo3:21 PM

    Socorro.....
    Boa tarde.. temos um filho, um cocker de 11 anos e 11 meses, que é EXATAMENTE como um filho p/nós, ele NUNCA ficou sozinho. Aos 6 anos ficou cego, sofremos enormemente, mas ele acostumou e continuou vivendo feliz.. Com o tempo, ficou com problema renal, cardíaco, hérnia de disco, e problema tb com a tireóide... Cuidamos, tratamos , ele toma vários medicamentos..
    A 3 meses começou a evacuar sangue.... feito exame, deu giárdia.... como o tratamento não resultou em melhora, só em piora.... fez colonoscopia e ultrasonografia, o q não acusou nada de grave, apenas um ferimento na parede do intestino... Continuou o tratamento... soro todo dia na clínica.. Nada resolveu, só piora, muito, muito sangue... Fez outra ultra em outro lugar e deu cancer no intestino.. Já consultamos vários vet, oncologistas... e não tem como operar pq a 12 dias atras ele teve, para piorar, uma Sindrome do Vestibular... foi horrivel, corremos para uma emergencia de madrugada... não se sabe pq teve isto, dizem ser pela idade , mas agora ele não consegue levantar, cai, fica tonto, não está comendo/bebendo, só na seringa..
    Mas com relação a dores, estávamos dando Dorless e Buscopan composto, porém ontem náo adiantou, chorou muito durante a noite todá... A veterinaria passou um remédio mais forte a base de morfina.... Eu estou pensando em eutanásia, mas tb estou pensando em me matar antes, não estou aguuentando ver isso e a perda ´dele está sendo igual a do meu pai que faleceu de cancer a alguns anos atras.. penso em comprar uma arma e dar um tiro na minha cabeça..
    Ninguem faz ideia do nosso sofrimento... A veterinaria disse para esperar para ver se a Sindrome do Vestibular vai passar, já melhorou, mas agora acho q ele nao levanta por fraqueza...
    Eu acho q nao adianta ficar prolongando, pois o cancer só vai piorar..
    Gostaria de acreditar no que li aqui, mas não sou ném católico
    [ ]

    ResponderExcluir
  24. Hj está sendo muiito difícil...desde ontem minha cadela Preciosa, de 9 anos anos, não consegue levantar-se. Está diabética, muito magrinha e sem forças. Já perdeu completamente a visão. Coloquei-a dentro de casa p/ poder cuidar melhor dela. Não está conseguindo defecar e faz o xixi deitada, ficando na maior parte do tempo molhada. Não consigo levantá-la a todo momento para limpar o chão e secar seu pelo. Não sei que decisão tomat.Sinto que ela está sofrendo, sem qualidade de vida...mas será que eu tenho o direito de optar pela eutanásia?
    Não sei...estou pedindo muito a Deus que me indique o caminho.
    Graça

    ResponderExcluir
  25. Anônimo4:24 PM

    Gostaria de saber qual opção é a melhor... quando se encontra um cão muito debilitado e mesmo se o tratarmos ele viverá com dificuldades. O que é melhor? a eutanasia ou a vida com dificuldades?

    ResponderExcluir
  26. Anônimo3:08 PM

    No dia quinze de outubro de dois mil e onze, entreguei minha cachorra de doze anos para o nosso veterinário. Ela tinha câncer, o coração estava fraco e mancava. Não si alimentava mais, fiz tudo por ela.. meu coração me diz que fiz a coisa certa. Mas me pego pensando nela todos os dias e tento imaginar o que ela sentiu, ela olhava para mim esperando que eu a salvasse.
    E nessas horas eu sinto remorso do que fiz..
    Não aceito até hoje minha decisão. Penso que ela esperava mais de mim.
    Fiquei com ela até o fim.. Amo vc meu amor pra todo sempre. Minha Lilica.

    ResponderExcluir
  27. Lendo esses depoimentos tudo se torna tão difícil e um pouco mais fácil tb, meu cachorro costelinha está com câncer nos testículos (muito inchados) e com 13 anos sei que já não lhe resta muitos dias de vida. Espero poder ter a força de todos vocês para que no momento do pior, eu seja firme e compreenda que a eutanásia (para ele parar de sentir tanta dor), seja o melhor procedimento. Obrigado gente pela força!!!

    ResponderExcluir
  28. Anônimo8:21 PM

    ola,amigos
    hoje está fazendo 4 dias que decidi pela eutanasia do meu querido filho preto AROS, um labrador que me acopanhou por 12 anos. foi a decisão mais doida da minha vida, mas não aguentava ver o sofrimento dele. até que uma amiga falou que o sacrificio seria um ato de amor meu para ele.
    como é dificil amar e ter que tomar esse tipo de decisão.tenho outra cadelinha que esta triste tanto quanto eu pois eram companheiros. sei que DEUS e os nossos Amigos já cuidaram dele, tanto quanto cuidam de todos nós, mas a saudade ainda pesa. espero reencontrar meu amigo e companheiro.
    obrigada pelo desabafo, sei que muitos passaram e passam por isso e sabemos como é pesado.

    ResponderExcluir
  29. GILDA POSSAGNOLO FAZIO10:22 PM

    EU ESTOU VENDO OS DEPOIMENTOS, E HOJE ESTE É O PIOR DIA DA MINHA VIDA SE EU PUDESE VOLTAR ATRAS JAMAIS EU DECIDIRIA FAZER A EUTANAZIA, 13/02/2012 O MEU LILICO POR 12 ANOS SO DE ALEGRIA O MEU GATINHO COMPANHEIRO E AMIGO, FAZ UM ANO QUE ELE FEZ TRES CIRURGIAS, MAIS INJESÕES, E REMEDIOS POR CAUSA DE UM CANCER QUE DEU NO PESCOÇO E NA BOCA ELE ESTAVA COMENDO DE UM LADO UMA FERIDA ENORME ECOMENDO SO PASTINHA MUITO MAL CHEIRO E O VETERINARIO FALOU QUE NÃO IA TER MAIS JEITO, SO QUE EU ME ARREPENDI EU DEVIA TRAZER PARA CASA E CONTINUAR COM ELE ATE O DIA QUE DEUS O LEVASE NATURAL EU CHORO O DIA INTEIRO SEM OS MEUS OLHOS AZUIS E ME PERDOE LILICO QUE VOCE VA PARA CEU .

    ResponderExcluir
  30. Queria relatar tambem meu sofrimento aqui. Sexta dia 13/04/2012 as 18:30 tive que submeter minha amada Belinha a eutanasia. Eu adotei aos 3 anos ,com uma pessoa que pega caes abandonados e doa . Ela foi uma das coisas mais importante na minha vida ! Em janeiro deste ano ,descobri que ela tinha insuficiencia renal,uma doença tambem muito cruel. A principio pensei que ela estivesse com anemia,pq não estava se alimentando bem. Levei a veterinaria dela,onde tive que deixa-la internada e no soro tb para fazer uns exames .... A tarde me ligaram diagnoosticando o problema renal.Creatinina e ureia altissima por sinal,ficou internada por dois dias e foi recomendado que mantivesse o tratamento em casa.Por 15 dias eu levava para fazer o soro subcutâneo na clinica,pq n tinha coragem de faze-lo em casa,fazia exames de sangue pra ver a taxa de creatinina e urei,ate abaixou,mas n o necessario.A medicação ,alimentação era pra caes renais era controlado e feito como deveria . A principio ela teve uma boa melhora,ficou mt bem semanas depois...Mas em março ela começou a ter novas crises, novamente internei-a dia 31/03 teve alta dia 3/4.e mantivemos o soro em casa subcutaneo e td que tinha que ser feito. mas n teve mt melhora,foi piorando ,nenhum resultado,so piorando...por fim a ureia foi tão alta que a lingua dela começou a necrosar de quarta para quinta e ja n engolia liquido e mal salivava,e saia um cheio de pus, tb começou a não conseguir respirar com facilidade,era profunda a respiração... Apenas me olhava fixamente ,isso ela sempre fez desde que adotei, sempre mt apegada a mim ,onde eu estava ela estava tb,se saisse ela ficava mt anciosa .
    Percebi que ela sofria mt e eu mais ainda ao ve-la naquele estado.Na sexta agora ,outro veterinario me disse que infelizmente o caso dela n tinha mais jeito, ela tb ja n estava andando direito e sem cordenação nenhuma.
    Eu estou sofrendo mt,pq nunca pensei em fazer eutanasia ,nunca cogitei,mas o o frimento dela era mt maior em mim,saber que iria ve-la de definhando ate a morte ou aprodecendo em vida. Maas meu amor por ela n poderia ser tão egoista a esse ponto,e autorizei junto a minha familia em acabar com aquele sofrimento. Mas ao ler o que li aqui me sinto um pouco confortada,mas saudosa e com o coração partido...Essa é uma decisão mt dura e cruel,mas o que seria mais cruel? Sinceramente ,td é cruel! Se realmente houver reencanação...que ela volte para meus braços..pq a saudade esta demais.Belinha te amo demais !!!
    15/04/2012

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:18 PM

      Olá estou passando pelo mesmo drama, tive que autorizar eutanásia na minha filha de 5 anos, meu deus que dor, parece que me falta um pedaço, parece que meu mundo estar cinza, que saudades, não paro de chorar, lendo este blog, quero acreditar que ela esteja em um lindo jardim com água cristalina pra beber, que em breve vai voltar pra nossa vidas de alguma forma, hoje entendo melhor a dor das pessoas que perdem seus amados, um grande abraço.

      Excluir
    2. Cecilia12:05 PM

      Cris, o seu depoimento é igual ao ocorrido com a minha gatinha Sif. Nós a adotamos quando ela apareceu grávida aqui em casa e achamos que o nosso gato estava apaixonado por ela. Ela foi ficando e passou a ser muito querida por nós. Ha uns dois meses atrás começou a beber muita água, levei pra fazer os exames es taxas de uréia e a creatinina estavam super altas. Ficou uma semana fazendo a fluidoterapia na clínica, mas depois comecei a aplicar eu mesma o soro sucutâneo em casa. Foi tudo igual, ela teve uma melhora, mas agora apareceram feridas e a boca começou a necrosar. A coitadinha não consegue mais comer e nem beber, está sofrendo e tenho que tomar esta difícil decisão...

      Excluir
  31. Anônimo10:59 PM

    OLÁ! SEI COMO É DIFICIL TOMAR CERTAS DECISOES, PRINCIPLMENTE QUANDO O VET. DIZ QUE NÃO HÁ MAIS COMO EVITAR A EUTANASIA...PASSEI POR ISSO DUAS VEZES E AGORA AMANHA 03/05/2012 TEREI QUE ENFRENTAR NOVAMENTE...POIS TINHA 8 CÃES EM CASA E ELES PEGARAM O MAUDITO VÍRUS DA CINOMOSE ... ESSA VAI SER A TERCEIRA QUE ESTA EM ESTADO LASTIMAVEL...NAO ANDA, NAO CONSEGUE DEFECAR, NAO ESTA CONSEGUINDO ABRIR A BOCA P/ SE ALIMENTAR ...ANEMIA PROFUNDA , PNEUMONIA...ME QUESTIONAVA MUITO SOBRE A EUTANASIA, NAO SABIA O QUE ERA OU É PIOR SE O SOFRIMENTO DELES ... OU O NOSSO....MAS NAO É JUSTO VE-LOS SOFRER TANTO ...POR ISSO MESMO COM O CARAÇAO PARTIDO ME OPTO PELA EUTANASIA QUANDO NAO HÁ MAIS O QUE FAZER NA MEDICINA HUMANA...CHORO MUITO POIS NAO POSSO NEM ENTERRA -LOS DEVIDO O VÍRUS DA CINOMOSE, POR ISSO OPTEI POR CREMA-LOS E GUARDAR AS CINZAS COMO LEMBRANÇAS ... FICO COM ELES NO MEU BRAÇO OLHANDO EM SEUS OLHOS NO MOMENTO DA EUTANASIA ,NAO GOSTO DE DEIXA-LOS PARTIR LONGE DE MIM...É MUITO SOFRIDO ... MAS ACHO QUE ELES SABEM QUE ESTAO SE DISPEDINDO, POR JAMAIS DEIXARIAM IR COM PESSOAS ESTRANHAS...ACHO QUE É UMA MANIFESTAÇÃO DE AMOR.... OS OUTRAS ESTAO SE RECUPERANDO...GOSTO DE PENSAR ASSIM...POIS SEMPRE VOU VIVENDO UM DIA DE CADA VEZ...É QUE OS MENTORES DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS POSSAM ESTAR NOS ILUMINANDO P/ QUE POSSAMOS FAZER A COISA CERTA NO MOMENTO CERTO...TODOS OS MEUS FILHOS TINHAM E TÊM MAIS DE 10 ANOS DE CONVIVENCIA ...É MUITO AMOR! É MUITA DOR...

    ResponderExcluir
  32. Geraldo...
    Allan Kardec, André Luiz, Emmnuel,Trigueirinho e outros bem feitores nos trazem o conforto do reencontro conforme o "nosso" merecimento, pois muitas vezes vivemos com um anjo de quatro patas e não percemos ou nem valor damos...
    Que assim sempre seja!

    ResponderExcluir
  33. Olá pessoal,
    esse blog me conforta e me preocupa. Sábado, 18/06/2012, foi a eutanásia da minha Mel. Era uma cocker que achei na rua abandonada, com feridas no corpo, e foi diagnosticada com Lupus Eritematosa Sistêmica. Viveu comigo por 3 anos e meio, mas nos últimos meses a doença resolveu atacar suas hemáceas. Ela entrou numa anemia profunda, que transfusão não resolveu. Seu corpinho não respondia ao tratamento máximo que ela poderia receber, e desfalecia, apesar de seus olhinhos estarem cheios de vida. Isso que me doeu mais, optar pela eutanásia em um ser que parecia bem. Mas ela não estava, sentia muita falta de ar, não levantava pois tinha muita dificuldade, artrose nas quatro pernas, e chegou a um ponto que não conseguia comer de tão cansada e fraca. Dois veterinários indicaram a eutanásia, pois ela só iria sofrer mais daqui pra frente, já que não tem cura.
    Mas o vet não anestesiou ela antes, como li que deve ser feito. Ele disse que tinha anestesia, mas colocou tudo junto, eu acho, pois ele usou uma única aplicação. Será que ela foi bem com isso? Li que eles podem sofrer mais se não for feito direito, e isso era o que eu não queria.
    Ela ensinou muita coisa para mim e minha família, foi muito amada e viveu um ano e meio a mais que a expectativa de vida para essa doença.
    Espero que ela esteja feliz e sendo bem cuidada, pois meu amor por ela é incondicional.
    Alguém sabe me dizer se pode ter tido algum problema?
    Vai com Deus Mel, que você esteja bem melhor agora, sem aquele sofrimento constante, curada... Mamãe te ama muito e sempre vai te amar!!!

    ResponderExcluir
  34. tenho que tomar uma decisão muito difícil. Minha gata de 12 anos está com câncer em estagio terminal, ela sofre com dore e falta de ar, sei que não lhe resta muito tempo, a veterinária me perguntou sobre a eutanásia, mas eu nao tenho coragem. A gatinha Docinho, este é o nome dela, me olha todas as vezes que eu chego perto, parece que pedindo ajuda, fico desolada. O que faço!!!!

    ResponderExcluir
  35. Anônimo10:23 PM

    hoje tomei uma decisao muito dificil a eutanazia na minha gatinha com 6 anos e com leucemia viral meu vet disse que eu passaria por muitas coisas mas e que nao teria retorno ela estava debilitada e so comia a gente colocando direto na boca dela seria muitos coqueteis de medicamentos e injeçoes. sentirei muito sua falta mas a alma dela esta protegida pra sempre ela era linda meiga carinhosa e onde tu estiver tuchinha estarei sempre rezando po r tua alma nunca esqueceremos ...

    ResponderExcluir
  36. Lucidalva Fortes Castilho8:16 PM

    Graças ao Pai de Misericórdia,achei este blog que trouxe-me um consolo salutar ao meu Espírito.Minha paixãozinha estava cardiopata,sendo medicada por 17 remédios,era uma cadelinha amada em demasia,foi internada para uma fluidoterapia,mas seu organismo debilitado não reagiu...estava evacuando sangue,vomitando...porém lúcida!Meu marido levou-a...Betina desencarnou em 18/06/12.Força para todos nós que passamos por esta experiência dolorosa,mas cientes de que Jesus nos premiou com seres tão amorosos como nossos bichinhos da criação Divina!Paz...

    ResponderExcluir
  37. Anônimo1:55 PM

    Ontem dia 12/08/2012 foi um dia muito dificil, pois a minha cadelinha Beca teve que ser eutanasiada. Ela tinha 13 anos e um tumor na cabeça, tinha tb as patinhas de trás a fraquejarem. Andei 3 meses a tentar combater esse malvado e agora nos ultimos dias nem o tramal a deixava dormir. A primeira vez que tomou tramal ela suspirou mesmo de alivio e dormiu uma hora. Até brincou um bocadinho comigo. Agora está em paz e ao pé do Eddie o companheiro dela. Obrigada Beca...fica bem.

    ResponderExcluir
  38. Anônimo9:12 AM

    Olá!!! Primeiramente agradeço pelo artigo, em especial a primeira parte quando diz "O espírito não sente dor nem sofre como sofria quando encarcerado no corpo físico. Estando livre do físico, a recuperação da saúde é imediata." e "A eutanásia já está nos planos dos Espíritos superiores que cuidam dos animais e que a incluem como meio de aliviar-lhes os sofrimentos."
    Estou vivendo essa situação, dois cachorrinhos muito amados irão passar por esse procedimento. É um conforto saber que eles serão amparados no plano espiritual, que os benfeitores de luz irão assumir o papel que aqui, no plano físico, nós não conseguimos mais cumprir. A sensação que tenho é que o Pai Maior nos confiou pérolas muito preciosas, para cuidarmos, mas agora precisamos devolvê-las. Agradeço a Deus por tamanha misericórdia com nossos irmãos menores e aos nossos amigos da espiritualidade por cuidar deles com o mesmo carinho.



    ResponderExcluir
  39. Passei por este turbilhão de emoções há pouco, dia 01.09.12.. Meu Athos, um mestiço de Akita com Rhodesian, de 7 meses, o cão mais dócil e especial que conheci.. Foi acometido por um mal, de 29.08 a noite estava muito quieto e corremos com ele para uma emergência veterinária. O diagnóstico mais provável foi Babesia, não tendo dado nem tempo de recebermos os últimos exames. Precisou de uma transfusão de sangue, o qual não deu certo, e estava muito mal. Cheguei a mudá-lo de uma clínica para outra, para o atendimento de uma veterinária que eu já conhecia há tempos, cuidou de um outro cão meu. Ao chegar lá com ele, esfalecido, respirando com dificuldades, ela o examinou, e em menos de 5 min. nos deu a pior notícia que se podia ter naquele momento. Ela disse: "Gente não tem jeito, é irreversível. Voces podem atenuar o sofrimento dele. A decisão é sua, e eu tenho dever de avisar do quadro dele". Pronto. As lágrimas saiam doendo e parecia que rasgava a pele. Não havia nada a ser feito. Impotência e desespero. Ficamos ali perto dele, e com os olhinhos brilhantes como sempre me procuravam na sala. Fiz de tudo para esconder minha emoção dele mas foi impossível. Autorizamos a fazer a eutanásia. Choro muito e preciso tirar este sentimento de culpa que me atordoa. Orem por mim, preciso de um consolo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje fazem 30 dias que minha Jade morreu, ela era mistura de schnauzer com cocker spaniel. Ela morreu também dia 01.09.12. Lendo sua mensagem me deparei com um caso muito parecido, minha cachorrinha tinha 10 meses, dia 24.08 a internei com suspeita de doença do carrapato. Ela fez duas transfusões, quando a veterinária achou que ela iria melhorar, a medula não produzia mais sangue, estava anemica de novo. Ela era uma filhotinha cheia de vida, mas foi enfraquecendo, morreu de morte natural pois não aguentou.Também estou triste tentando entender. Deus abençoe você e nos faça compreender!

      Excluir
    2. Encontrei a minha filha Branca ano passado, ficou um ano e cinco meses conosco, teve doença de carrapato por viver nas ruaS e depois diagnosticado insuficiência renal crônica, foi tratada como nos como da família, deitava na cama, tinha seu lugar no sofá, saia de carro, enfim...na segunda crise dos rins tomou soro e medicação 19 dias, os últimos três n dormia, n comia nem fazia xixi, levei nos melhores veterinários, o ultimo fez a eutanásia, os rins tinham parado de funcionar, ela vomitava cada vinte minutos, ficou bem magrinha e a vi bater se na parede de dor, foi horrível. Sempre fui contra eutanásia,mas por amor a ela já q n ia melhorar resolvemos. Ela n estava aguentando mais e mesmo assim n chorava, sua orelha estava ficando roxinha e já estava com falta de ar Tb. Tenho sofrido demais desde então, isso foi no dia 29 de setembro, desde então n tenho mais forças para se quer sair de casa. Sei q n posso ficar assim por isso procuro respostas, esse texto me aliviou mto. Vamos entregar nas mais de Deus e orar, fiz isso ontem e me sinto melhor, quero ficar bem pois sei q em breve ela ira voltar...Deus abençoe a todos!

      Excluir
  40. sabrina costa8:52 AM

    Obrigada por essas explicações reconfortantes. Estamos vivendo este dilema com a minha poodle de 14 anos que está em sofrimento pelas perdas da idade e por convulsões que teve. Estamos com o coração na mão, mas percebendo que a situação está insustentável. Tínhamos receio do que poderia provocar ao espírito dela a Eutanásia, já que nos trouxe tantas alegrias durante todos esses anos, mas agora ficamos mais tranquilos quanto ao que possa acontecer. Gostaríamos que ela simplesmente fechasse seus olhinhos e descansasse em paz, mas parece que ela não consegue fazer isso. Queremos o seu melhor, mas está muito difícil pensar em não tê-la mais. Obrigada

    ResponderExcluir
  41. Anônimo12:49 PM

    Gente preciso decidir e estou ficando doida, eu tenho uma schanauzer de 12 anos ela é diabetiva toma insulina de manhã e a noite e tem sarna negra que deixa o corpinho dela cheio de ferida e não tem cura, eu tenho que dar banho quase todos os dias nela, ela por caisa d diabete ficou cega e tem uma inflamacão nos olhos que não tem colirio que de certo, já fiz todos os exames possiveis e imaginários já consutei dermatologista, oftalmologista, endocrinologista, e outros veterinarios eu fico com pena pois os olhos dela da uma secreção e eu tenho que limpar todos os dias e noto que ela sente dor, por ela ter essa sarna que não tem cura eu tenho que passar o shampoo e deixar ela de molho durante 15 minutos isso com calor o frio, não sei se faço a eutanasia nela, sinto que ela já esta cansada e eu tenho mais 3 cachorros que tenho que dar atenção, me ajudem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha Amiga, por Amor a seu animal liberte-o....

      Excluir
  42. Anônimo8:45 PM

    Neste final de semana tive que levar uma cadelinha de rua com cinomose em estado avançado para eutanásia, foi o momento mais difícil de minha vida, choro por ter tirado a vida dela e peço perdão todos os dias. Conheci esse anjinho há umas 3 semanas na praia onde veraneio, junto com mais uns 8 cães que moram na rua, dou comida e água qdo vou aos finais de semana, não posso ver um cusco na rua que fico péssima, faço oq posso para ajudar, amo muito os animais, acho que tenho uma missão com eles nesta vida.
    Tenho 5 cães meus, e não gostaria de passar por isso novamente, estou péssima por ter feito isso apesar dela estar sofrendo demais, e ainda corria o risco de passar para os outros cães que viviam com ela na rua.
    Estou muito triste, acho que só o tempo vai amenizar oq estou sentindo, esquecer não vou jamais, não quis nem acompanhar a eutanásia, minha sogra acompanhou e disse que ela foi anestesiada antes, mas mesmo assim acho, la no fundo, que agi mal, que eu não tinha esse dreito, espero que Deus em perdoe, e que este anjo esteja bem e feliz onde estiver!

    ResponderExcluir
  43. Amei ter lido essa mensagem, é conforto para nos sabermos que nossos animais que tanto amamos sempre podem voltar, recebe atendimento dos nossos amigos espirituais, se precisa recebe o tratamento.
    Fiquei muito feliz, quem sabe um dia a minha cachorra Cherry não volte para mim, amo demais os animais, fiquei muito feliz em ver que eu tenho muito que aprender como médium, que não sei nada. Amei a aula de hoje. Sou Alessandra Hristonof, da turma da manhã de sábado.

    ResponderExcluir
  44. RAQUEL GABBI PERURENA1:10 AM

    Minha cadelinha desencarnou com 13 anos e a veterinária solicitou que autorizássemos a eutanásia, pois ela estava internada e seu quadro clínico só piorava. Eu e minha mãe estávamos muito tristes e abaladas com a decisão. No caminho de carro até a veterinária, ela se foi naturalmente, nos poupando de ter que decidir de poupá-la.

    ResponderExcluir
  45. A eutanásia é sempre um assunto delicado, principalmente para aqueles que tiveram que optar por este procedimento alguma vez. Eu tive que optar por ele em duas situações. A primeira por um caso de câncer e a segunda por cinomose. Em ambos os casos as minhas cachorrinhas estavam sofrendo muito e não seria justo permitir que tal sofrimento continuasse. Contei com o aconselhamento do veterinário que atende os meus bichinhos de estimação. Não me senti culpada pela decisão que tomei. Sei que fiz o que seria o melhor naquele momento. Este artigo reiterou o que eu pensava em relação ao assunto.
    Márcia F. Lorenzi - Turma de quinta-feira.

    ResponderExcluir
  46. Anônimo12:38 AM

    estou com minha cachorrinha de 14 anos muito ruim, ela já não come, não bebe,não anda e não faz suas necessidades fisiológicas, tenho que dar água e leite na boca com a seringa e estou sofrendo muito, mais do que ela porque remédios já não fazem efeito! Ela sente muita dor, eu ñ sei mais o que fazer não durmo direito a noite e mal consigo comer pq vejo o sofrimento dela, neste caso seria aconselhável fazer uma eutanásia nela?me ajudem por favor eu estou desesperada.

    ResponderExcluir
  47. Anônimo2:20 PM

    Amigos,
    Tive que tomar esta decisão ew ontem meu gato Bolinha foi submetida à eutanásia. Ele estava com a patinha amputada e eu estava cuidando dele, acreditando que logo se recuperaria, depois veio a rinotraqueída, pensei: vamos cuidadr disso também. Por último veio a teríivel esporotricose e ele estava com a função escretora comprometida há 2 dias, com feridas no corpo, chorando muito. Até a comida que ele gostava tanto, não qeuria mais...Só tomei coragem de autorizar a eutanásia(que sempre havia sido contra) após ler este artigo. Ainda estou sofrendo de tristeza, mas quando penso que agora ele está livre de tantos sofrimentos e que outras pessoas, como vocês, também passaram pelo que estou passando e sentindo o que estou sentindo, esta dor enorme no peito, sinto-me mais forte. Vou continuar cuidandos dos animais e ficarei muito atenda com minhas dus outras gatinhas.
    Obrigada amigos
    Que Deus, através dos Espíritos que cuidam dos animais, tenha acolhido o mue Bolinha e todos os bichinhos cujas estórias foram aqui relatadas.

    ResponderExcluir
  48. Anônimo4:33 AM

    eu perdi meu gatiho de 2 anos e meio no passado 26 maio 2013. eu nao estou aguentar as saudades dele .ele apareceu morto misteriosamente na frente da porta da miha casa. eu keria k me ajudassem. se ele reencarnar eu terei alguma chance de ele voltar para mim . ?

    ResponderExcluir
  49. Renata7:41 PM

    MInha cadelinha de quase 16 anos ja estava toda tomada pelo cancer e sofrendo muito,em duas semanas ela se acabou,vomitava sangue e botava secrecao pelos ouvidos,nao comia nem bebia agua,enfim,nao tinha jeito.Mas eu acho que a anestesia nao pegou direito pq na hora da injecao letal,ela gritou.
    Nesse caso o espirito dela,conseguiu ser assistido pelos mentores dela ou ficou preso e ela sofreu? Cremei ela duas horas depois tambem pq era o unico horario disponivel.

    ResponderExcluir
  50. Anônimo3:16 AM

    Bom dia. Pelo que leem estou acordada e não consigo dormir. Meu filhotinho está internado com suspeita de parvovirose ou coronavirose. Estou muito mal, choro só de pensar que algo ruim possa acontecer, estou desesperada pois não tenho muito dinheiro para tentar salvá-lo. Rezem por nós, o nome dele é Thor e tem dois meses.

    ResponderExcluir
  51. Meu amor está muito debilitado por conta da insuficiência renal, fiz de tudo que podia, mas as duas ultimas semanas foram as piores da minha vida, não consigo ter coragem para aliviar seu sofrimento, sei que ele está sofrendo, pois cada procedimento que ele faz me doi na alma, me sinto uma covarde por não conseguir alivia-lo, tenho rezado muito e pedido a Deus e a espiritualidade que nos ampare e me guie para a melhor decisão, mas a coragem não vem, estou desesperada porque não quero que me amor sofra mais, foram 16 anos de muitas alegrias, companheirismo e amor, e agora quando ele mais precisa eu sou incapaz de retribuir...estou desesperada, não sei o que fazer, não como e nem durmo mais a semanas, peço que a espiritualidade nis ampare em amor e muita luz, para que eu possa fazer o melhor a ele...

    ResponderExcluir
  52. Anônimo2:10 PM

    Hoje, faz 2 dias que tive que tomar a decisão mais difícil em toda a minha vida, pois tive que autorizar a eutanásia em minha cachorrinha chamada Pelada, uma vira-lata muito querida. Minha mãe e eu a encontramos na rua, e não havia nem um pelinho em seu corpo, mas o dono de uma pecuária, indicou um tratamento que deu certo e começaram a nascer os pelos nela, adotados a Lada. Era uma cachorra muito inteligente, só faltava falar. Em 2010 minha esposa na época minha namorada, percebeu um nódulo em uma de suas mamas, levei ela correndo para uma clinica veterinária aqui em Porto Alegre. Os médicos acharam melhor tirar toda a cadeia mamária dela. Passou por uma enorme cirurgia minha cachorrinha, levou 23 pontos. Morava em uma cidade perto de Porto Alegre e ao me casar no ano seguinte, minha cachorrinha ficou sob os cuidados de minha mãe. Pois bem no mesmo ano trouxe minha mãe para Porto Alegre perto da gente, juntamente com a Pelada, mas chamávamos de Lada já com seus pelinhos. A Ladinha com o tempo começou a ficar inchada no abdômen, queria comer capim, muita falta de ar e dificuldade para respirar, voltei ao veterinário e pediram uma série de exames, no qual foi detectado que o câncer estava no baço. Tratamos ela por mais quase um ano com corticoides e remédios para dor, mas infelizmente de uns 10 dias pra trás ela parou de comer e o pouco que comia vomitava, levei ela no mesmo veterinário e ele me mandou dar epocler para ela, mas percebi que não estava adiantando nada e no último dia 17/05/14, levei-a de novo e o médico disse que estava muito inchada, com a coluna já arcada e que a melhor solução seria a eutanásia. Concordei mas foi muito difícil pra mim, pois era uma cachorra com um olhar doce, carinhosa e amiga, mas fiquei ao lado dela, oferecendo-lhe carinho, atenção até ela entrar em um sono profundo. Após sai da sala do médico sem olhar para ela, pois queria ter a imagem dela correndo e brincando comigo quando ainda era solteiro e ela corria pelo pátio de minha casa brincando de pega-pega. Mas faz parte da vida e tenho certeza que onde quer que ela esteja agora ela está muito bem, pois foi uma guerreira de verdade.

    ResponderExcluir
  53. Anônimo5:05 AM

    Sexta-feira, dia 23/05/2014, uma cuidadora saiu com meu cão Dag para levá-lo fazer as necessidades e dar uma volta, porque eu, com bebe pequeno de um ano, não estava dando conta, então pensando no bem estar dele, achei que ele merecia este mimo. Ela se distraiu em uma esquina conversando com um vigia, e dois cachorros grandes pularame atacaram meu Dagzão...ele escapou, saiu correndo, tirou a guia e acabou sendo também atropelado. Fui correndo levá-lo a uma clínica para tratamento, mas as mordidas perfuraram seu pulmãozinho várias vezes e ele não resistiu. Foi uma morte cruél demais...ele saio de casa bem, e foi atacado dessa maneira, um cãozinho que não faia mal a ninguém....Eu não consigo me conformar e fico me culpando por ter confiado tamanha responsabilidade para essa criatura que não cuidou direito do meu amado...Sinto uma culpa terrível, e não consigo parar de pensar nisso...estou triste demais...espero sinceramente ue ele me perdoe, e, cheguei até a pedir a ele, que se for verdade que a gente pode escolher quem virá nos buscar no nosso desencarne, eu escolho ele, meu cachorro amado que esteve comigo durante nove anos......Faz apenas três dias que ele se foi e eu não aguento de tanta saudade....meu coração está despedaçado...., mas sinto ele dentro de casa, acho que ele está lá comigo...Te amo Dag...tu vais estar sempre no meu coração meu adorado....Tua queri

    ResponderExcluir
  54. Anônimo10:41 PM

    No dia 02 de maio de 2014, a nossa Penélope, uma gatinha de 11 anos foi diagnosticada com uma doença provocada por ingestão de parte de uma lagartixa. Ela ficou 5 dias internada, tomando vários medicamentos. No dia 07 de maio trouxemos ela para casa, com medicamentos para 30 dias. A partir daí tivemos que dar comida (AD )na seringa três vezes por dia, e junto colocávamos medicamentos. Vez que outra ela comia um pouco de ração. Fizemos vários exames, uma vez que a tão sonhada melhora nunca veio. Passados os trinta dias o abdômen da Penélope começou a crescer e voltamos a Veterinária para tirar o líquido, mas a minha gatinha já não quer mais comer nada, e as vezes tínhamos que forçar, isso nos deixa com sentimento de culpa.
    Semana passada, voltamos a tirar o líquido do abdômen e novamente mandamos para outros dois laboratórios para exames e o diagnóstico foi de Peridontite, isto é não tem cura, A Penélope é uma gata de porte grande, pesava em março 5,400kgs, um pelo preto brilhoso, com uma pantera. Hoje ela está com menos de 4 kgs. Ela foge para rua para não comer mais. Como eu moro em casa com pátio grande, ela tem os lugares inde esconder-se. Na terça passada, fizemos um atendimento à distância pelo CELE. No horário indicado sentamos, eu e meu marido com a Penélope no colo e oramos, fizemos imposição de mãos no abdômen dela e durante todo o atendimento que durou uma hora e meia, ela entrou em sono profundo, como há tempos não acontecia. Falamos do nosso amor por ela, e que por amor estávamos liberando-a para partir, se assim fosse seu desejo. Tentamos deixa-la presa dentro de casa para não ir para rua, com medo que ela suma, mas ela fica procurando alguma janela aberta para sair. Na quarta-feira agora, com toda aquela chuva, ela conseguiu fugir, e por mais que procurássemos, não a encontramos. As duas horas da manhã ela voltou encharcada. Secamos e aquecemos. Quinta tentamos dar comida e ela vomitou, como vem fazendo nos últimos dias. Não forçamos mais, decidimos não dar mais os medicamentos e decidimos não prendê-la mais. Ela tem ficado no pátio, mas algumas vezes desaparece, como agora. Decidimos deixa-la fazer o que quer...Sempre cuidei de meus gatos do jeito mais natural possível. Não deixei a veterinária colocar uma sonda para alimentá-la, com o argumento de tê-la mais um pouco junto a nós. Percebi que se fizesse isso seria somente egoísmo de minha parte. Acatei, sim a decisão da Penélope de não comer e de estar no verde, onde ela fica durante o dia...Hoje conseguimos dar uma seringa de pasta alimentar, mas ela consegue mais engolir. Seus olhos amarelos nos olha como que dizendo:- Chega, eu não quero mais!!!! Não quero fazer eutanásia, pois acredito que não tenho o direito de impedir que ela viva a sua experiência. Tenho dúvidas quanto as nossas decisões, mas no fundo sinto que é o melhor a fazer, deixá-la livre. Neste momento já a procurei por todo o pátio.... Que bom que achei este blog para poder falar dos momentos de aprendizado que estamos vivendo......

    ResponderExcluir
  55. Anônimo11:25 PM

    Hoje, dia 07.7.14, às 11:40 minutos, a nossa filha de quatro patas, a Penélope ,virou uma estrelinha que irá brilhar no céu iluminando as noites. Estamos unidos em amor e enviando muita luz para que ela possa se desvencilhar de todas as dores que envolveram seu corpo.

    ResponderExcluir

Google Translate

Leia-mais

Sobre nós

Este é blog do Centro Espirita Luz da Esperança de São Francisco de Assis, voltado ao atendimento espiritual a luz da Doutrina Espirita codificada por Allan Kardec. Estamos Localizado em Porto Alegre/RS.

Atendemos também à distância nossos irmãos menores, os animais, assim como fazia nosso mentor espiritual São Francisco de Assis. Para maiores esclarecimentos sobre como proceder o auxilio, visite nossa página http://www.cele.com.br

Localização do Cele

Seguidores

Siga-nos no Twitter

Google+ Followers

Adiciona aos seus favoritos

CELESFA

Newsletter