Esqueça Emmanuel

 

Esqueça – Emmanuel

Campanha de Divulgação do Espiritismo

Alkíndar de Oliveira

 “Divulgar o Espiritismo por todos os meios e modos dignos ao alcance é tarefa prioritária.”

Bezerra de Menezes, médium Divaldo Franco (Reformador/JAN-05)

Creio que o ano de 2.010 será o mais importante divisor de águas – de todos os tempos – em relação à aceitação do Espiritismo pelos não-espíritas. O fator preponderante é que nesse ano estaremos comemorando o centenário de Chico Xavier. E seremos abençoados por lançamentos de filmes sobre sua vida ou sobre seus livros. Dentre eles NOSSO LAR, dirigido por Wagner Assis e CHICO XAVIER, dirigido por Daniel Filho. Estes acontecimentos farão a mídia abraçar Chico Xavier como nunca antes ocorreu.

Ao contrário do que o título deste e-mail pode sugerir, este texto trata da divulgação dos livros de Chico Xavier escritos por Emmanuel. Especificamente aqueles que, além do tradicional grande conteúdo, são de leitura fácil, pelo fato de que em apenas duas páginas (o tamanho de cada capítulo) determinado assunto tem início e fim. Como o brasileiro não é adepto a leitura, estes tipos de livros são os mais adequados para a divulgação espírita. Refiro-me aos quatro luminosos livros editados pela FEB:

FONTE VIVA,

PÃO NOSSO,

VINHA DE LUZ e

CAMINHO, VERDADE E VIDA.

Nestes últimos anos abnegados empresários espíritas compraram milhares de livros do Pentateuco Kardequiano e distribuíram-no gratuitamente por meio da mídia escrita, bancas de revistas, etc. Um acontecimento inesquecível. Mas agora sugiro outra forma de agirmos: aproveitarmos os livros de CHICO XAVIER/EMMANUEL para que os leitores não-espíritas despertem-se ao Espiritismo. Os livros citados tem o mérito de não criarem nenhuma resistência ao leitor não-espírita, pelo contrário causam encantamento. E, por isto, tendem o a ser o canal para o leitor não-espírita interessar-se futuramente pelos livros compilados por Allan Kardec, e assim como abrirão portas ao sucesso dos filmes acima citados. O não-espírita se despertará por assistir o filme desse médium fantástico.

A Campanha “ESQUEÇA EMMANUEL” não tem o objetivo de motivar os abnegados empresários-espíritas a fazerem ainda mais, mas, sim, tem o foco de motivar cada um dos espíritas do nosso país (e quem sabe do exterior também) a agirmos a favor da divulgação dos livros citados. Não mais poucos fazendo muito, mas, sim, muitos fazendo pouco, que tem um grande efeito multiplicador.

Esta Campanha foi motivada pela atitude de uma amiga espírita de Fortaleza-CE. Ela tem uma forma diferenciada em relação à divulgação do Espiritismo. Propositalmente ela “esquece” livros com teor espírita em lugares estratégicos como  a mesa de um restaurante, a cadeira de um bar, o parabrisa de um carro, um muro adequado, o banco de um ônibus, e algumas vezes joga-os no chão, mesmo.

Com esta explicação acima, creio que a campanha ESQUEÇA EMMANUEL já está esclarecida. É uma proposta estratégica simples e objetiva, que propõe os passos a seguir:

a)   Adquira exemplares dos livros FONTE VIVA, PÃO NOSSO, VINHA DE LUZ e CAMINHO, VERDADE E VIDA.

b)   Estabeleça um período para “esquecer” um exemplar em local estratégico. Este período pode ser, por exemplo, semanal.

c)   Mantenha esta campanha pelo menos até a véspera do mês do centenário de Chico Xavier (julho/2010).

d)   Deixe na capa de cada livro um pequeno papel, grampeado ou fixado com um clips, com a frase “DUAS PÁGINAS DESTE LIVRO PODEM MUDAR SUA VIDA” (esta forma de distribuir é apenas uma sugestão, se preferir pode distribuí-lo sem esta frase, mas ela tem o poder de despertar o interesse na leitura, além do que motiva a leitura para quem não gosta de ler, pois diz que apenas “duas páginas” do livro podem mudar a vida da pessoa).

e)   Para não “pesar no seu bolso”, estabeleça um número de livros por semana ou por mês compatível com sua condição financeira.

Se de forma individual “esquecermos” um livro por mês, até julho/10 teremos distribuído 12 livros;

Se de forma individual “esquecermos” um livro por semana, até julho/10 teremos distribuído aproximadamente 50 livros;

Se de forma individual “esquecermos” dois livros por semana, até julho/10 teremos distribuído aproximadamente  100 livros.

Se de forma individual “esquecermos” dez livros por semana, até julho/10 teremos distribuído aproximadamente  500 livros.

Eu fazia esta campanha de forma esporádica, e há duas semanas recomecei de forma sistemática: estou “esquecendo” dois livros por semana.

Vamos caminhar juntos?

Disse o espírito Marcelo Ribeiro (pelas mãos de Divaldo Franco): “O Espiritismo é o antídoto eficiente e rápido para os males que grassam, na Terra, derruindo o materialismo e promovendo a vida”. Esta afirmação nos alerta que a divulgação dos princípios espíritas é um dos focos mais urgentes de nossa seara, como também reforça o amável irmão e mestre Bezerra de Menezes na introdução deste texto.

Compartilhe no Google Plus

Sobre o autor: Geraldo V Laps

0 Comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *