Vibrações sutis

Muitas vibrações permeiam a Terra.

Muitas vibrações são emanadas pelos humanos, sejam densas ou sutis.

Tudo é sintonia, semelhante atrai semelhante, pensamento ressona com pensamento de mesma qualidade.

Tudo é ressonância.

As sincronicidades não passam de ressonância.

Inconsciente pessoal e coletivo é ressonância.

Karma é ressonância, ação e reação é ressonância ou diapasão.


Há várias ondas de vibrações sutis emanadas por elevadas consciências siderais permeando o cosmos e a Terra.

Há várias emanações de compaixão serena banhando todo o planeta.

Há vários holofotes de luz consciencial exteriorizados por [i]Conclaves Siderais.

Há várias correntes e cachoeiras de Amor incondicional banhando nosso orbe.


Basta que elevemos a sintonia.

É preciso ligar nossos receptores conscienciais embotados no cofre do coração.

O segredo desse cofre da luz do coração é detonar o orgulho, a vaidade e o egoísmo.

Uma vez destravados estes egos, mesmo que parcialmente, o cofre lentamente inicia a se abrir, e mesmo com suas poucas frestas de luz, começa a sintonizar com as vibrações sutis do Eterno que nos banha.


Cada qual pratica suas orações diariamente.

Não são rituais, não são rezas ou mantras, muito menos vestes, mas a prática do cotidiano, seja de mentir, odiar, roubar, ou seja de abençoar, amar e servir.

Estas são as “orações” que necessitamos para efetuar a conquista de uma sintonia elevada.


É um conjunto do que você faz, com quem anda, aonde vai, o que come, o que diz, como trabalha, etc.

Não importa sua situação social, não importa qual seu karma, o seu sofrimento, os problemas, a sua nacionalidade ou sua raça.

Só depende de você, de sua mente e coração.


Não depende de fé, de dúvida ou de ciência, apenas de você consigo mesmo.

Você pode estar no ônibus lotado, na solidão do asilo, no terreno baldio, na creche abandonado, na mansão solitário ou no muro de fuzilamento.


Nem minhas humildes palavras não prestam, elas não valem nada, a não ser para mim mesmo.

Só depende de você consigo mesmo.

E talvez não consiga de um momento para outro e precisará perseverar.

Também não há fórmula ou receita e pouco posso, além disto, escrever.


Até mesmo as viagens astrais lúcidas e rememoradas são fáceis na futilidade, subterfúgio e vaidade do projetor consciente, que na maioria das vezes é incompetente em viajar para dentro de si mesmo.

Viajar para fora de si é fácil, mas a viagem intraconsciencial profunda faz desmoronar egos graníticos.

Falar ou gritar é fácil, mas ouvir a voz do coração no silêncio das horas de si mesmo, não é para qualquer um.


Isto faria e fará muitos vulcões humanos desmoronarem de joelhos em prantos desvairados.

Explodirá os rótulos, posturas intelectuais, bases científicas, doutrinas, filosofias, grupos e incontáveis formas de manifestações dos temporais egos humanos.


Só depois de despencar ladeira evolutiva abaixo, se sentindo nos vales mais profundos, começará a caminhar de verdade.

Mais lento, mais firme, mais brilhante e mais seguro, pois detonou a casca que bloqueava a sintonia elevada e agora pode assumir a si mesmo e suas fraquezas, transformadas após a cirurgia consciencial visceral do autoconhecimento arrebatador.


Agora sim, sintonizou o dial[ii] de seu coração e mente e pode receber as vibrações sutis e sintonizar com elas.


Ainda não virou santo, ainda possui muitos egos, ainda têm rompantes, mas iniciou o aprendizado em viajar para dentro de si mesmo e abrir sua antena parabólica no canal do amor sutil do coração-consciência.


Paz, Amor e Luz,
Escrito por Dalton Roque
Compartilhe no Google Plus

Sobre o autor: CELESFA

0 Comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *