O Amor e ponto



O Amor não escolhe sexo, nem idade, nem cor, nem profissão.

Nem diz meias verdades, ele é Verdade.

O Amor não tem reticências, ele é e ponto.


O amor não é disfarce,

mas quem o sente às vezes o disfarça

de filho, de pai, de mãe, de irmão, de avô, de tio, de primo, de neto

de amigo, colega de trabalho,

esposo, amante,

amigo de colégio,

amigo de infância

chefe, subordinado,

discípulo, mestre,

médico, paciente,

professor, aluno,

ídolo, fã,

gato, cachorro,

mar, terra,

céu, oceano,

ar, nuvem,

Sol, Lua.

Pode lhe dar cores, nuances e tons diferentes,

torná-lo mais ou menos intenso.

Porém, no além de nossos humanos sentimentos, o Amor

tem um único tom, constante e onipresente,

sua cor é única e indescritível e não há nuances.

Ele é o que é, tem a mesma intensidade e ponto.


Desconfie do amor que lhe faz

transpirar mais do que o necessário;

tremer muito, impedindo-o de falar;

colocar uma venda nos olhos;

suscitar pensamentos que não lhe fazem bem.

O amor é claro e tranqüilo e ponto.


Desconfie do amor que o mantém escravo,

que lhe faz pensar que só ele tem importância,

impedindo-o de trabalhar,

de fazer amizades,

de amar outros seres,

Desconfie do amor que lhe coloca algemas

ou que faz você colocá-las nos outros.

O Amor é responsável, expansivo e livre e ponto.


O Amor está presente

em nosso primeiro choro,

em nosso primeiro gesto,

em nosso primeiro sorriso,

em nosso primeiro andar,

em nossa primeira palavra,

em nossa primeira escrita,

em nosso batismo,

em nossa primeira comunhão,

em nosso primeiro beijo,

Ele está em nosso DNA,

em nossas células,

em nossos cabelos,

em nossas veias,

em nossos braços,

em nossas pernas,

em nossas mãos.

O Amor está em nós e ponto.


Acredite no Amor

que lhe faz sorrir despreocupadamente,

que lhe cura a tristeza,

que lhe ajuda a espantar a depressão,

que lhe faz rir das coisas aparentemente mais bobas,

que lhe convida para festejar a vida.

O Amor é alegria e ponto.


O Amor germina sementes, transformando-as

em gramado,

em árvore,

em flores,

em frutos.

O Amor é jardineiro e ponto.


O Amor pode dizer “eu lhe ajudo”.

Pode dizer “eu preciso da sua ajuda”

Ele pode dizer, “eu lhe ajudo, você me ajuda”,

mas jamais dirá “eu lhe ajudo, se você me ajuda” ou vice-versa.

O amor é generoso, é incondicional e ponto.


O Amor, ah o Amor,

ele é capaz de falar de coração para coração;

de coração para corações;

de corações para corações;

de corações para coração;

São múltiplas as conexões que se podem fazer com o Amor

O Amor é versátil e ponto.


O Amor pinta telas,

esculpe e desenha formas;

compõe partituras musicais e

extrai sons da matéria;

escreve livros, histórias para adultos

e para crianças,

dança nos palcos e salões.

O Amor é artista e ponto.


Acredite no Amor que lhe

acende no rosto seus dois luzeiros,

acende a esperança no pensamento.

O Amor é brilhante e é fé e ponto.


Acredite no Amor que não tem vergonha

que não lhe expõe desnecessariamente,

que se apresenta na hora exata.

O Amor é preciso e protetor e ponto.

Acredite no Amor que lhe fala ao pé do ouvido:

“Não precisa me contar se não quiser, eu acredito em você”

“Eu confio em você”

“Eu só quero que você seja feliz”

“Eu estou sempre perto de você”.

O Amor é íntimo e ponto.


O Amor tem só qualidades,

e não é convencido.

O Amor tem temperamento forte,

e não é agressivo.

O Amor é elevado,

e não é metido.

O Amor é humilde e ponto.


O Amor não estigmatiza

e também não idealiza.

O Amor não martiriza,

não desagrega, não rejeita


e não se sente rejeitado.

O Amor é compaixão e é auto-suficiente e ponto.


Acredite no Amor que lhe respeita a dificuldade,

que lhe aguarda pacientemente,

que se compraz com seu crescimento,

que fica junto mesmo que você não o perceba ou não o sinta.

O amor é amigo, compreensivo e ponto.


O Amor pode estar na obediência

e está sempre na resignação.

Amor é renúncia e ponto.


O Amor não conhece distâncias,

nem passado, nem presente nem futuro

ele nem surge, ele nem nasce, ele nem chega

O amor é atemporal, ele existe e ponto.


O Amor às vezes adormece na Alma

Outras vezes acorda na Alma

O Amor se eterniza no Espírito

O Espírito se eterniza em Deus

O Amor é Deus, o Deus que não tem reticências, ele é o que é e ponto.


Janine Ponte - 01/05/2008

Aluna do Segundo Ano da Escola

Editora do Fala Chiquinho!

Comentários