Investir ao Máximo (Joanna de Ângelis)


Investe em vidas, fazendo a melhor aplicação dos teus recursos de amor que se multiplicarão através dos tempos, permanecendo depois que passes.

Deposita os teus mais expressivos bens na programática da tua própria vida, a fim de que permaneças em paz, após o decesso carnal.

Os demais investimentos que dão rendas materiais, facilmente se corrompem, muitas vezes vitimando aqueles que os movimentam.

As aplicações espirituais se renovam em valores imperecíveis que substituem os referentes às quinquilharias da vacuidade terrena.

Sem desprezarmos os meios de crescimento humano e social, financeiro e cultural na atual conjuntura física do planeta, todos eles valiosos, desde que se transformem em meios, ao invés de cadeias douradas, não podemos esquecer o significado profundo das realidades que vitalizam o Espírito.

Os recursos materiais têm finalidade específica, na condição de meio para as realizações a que o ser espiritual se propõe.

Não raro, porém, os jogos das paixões mais violentas entorpecem os sentimentos e obscurecem a razão dos mordomos das coisas, fazendo-os derrapar em alucinações e tormentos de largo porte.

As conquistas morais, as aplicações espirituais, dulcificam, mesmo quando se desenvolvem em clima de renúncia e sofrimento.

Há-de selecionar, o homem, na sua escala de valores, o que lhe é de melhor e aplicar-se ao mais precioso.

Com propriedade afirmou Jesus que ninguém serve bem a dois senhores sem que a um deles deixa em falta.

O atleta aplica os seus melhores momentos em favor do fanal que busca, privando-se do restante.

O artista se devota, em tempo integral, à beleza que deseja materializar, renunciando às outras coisas.

O musicista e o intérprete dedicam-se com afinco para atingir a culminância, a tudo mais abandonando.

O pesquisador e o cientista afadigam-se na tarefa até colimar os objetivos que perseguem e não se contentam ao lográ-los, porquanto, concluído um ciclo, abrem-se perspectivas dantes não lobrigadas e ora convidativas.

...E todos esses labores, por mais respeitáveis e credores de consideração, passam, em razão da sua própria transitoriedade.

Quanto, na Terra, se torna imortal, por força mesmo da situação, um dia tomba no olvido, desmorona, desaparece..
.

Só o Espírito é imperecível.

Todas as suas conquistas, no campo da beleza, da arte, da cultura, da ciência, da sabedoria, são-lhe estímulos para vitórias mais amplas.

Eis porque o amor, como investimento em vidas, semeando bênçãos e favorecendo quem o direciona, é o dom eterno que liberta.

Nos dias difíceis que se vive na Terra, o cristão é convidado a reflexionar antes de agir.

Há os que se aplicam ao prazer e fruem por breve tempo as alucinações que passam, deixando amargura... E há os que renunciam hoje para se alegrarem depois.

Diante da conjuntura que se apresenta, cabe-nos a todos investir em Deus, conseguindo a vitória sobre as próprias paixões.


Joanna de Ângelis - Psicografado por Divaldo Franco
Em :Otimismo (Editora LEAL)
Compartilhe no Google Plus

Sobre o autor: Geraldo V Laps

0 Comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *