Em espírito de sacrifício

O sofrimento experimentado com o ardor da fé aproxima-nos do amor do Cristo, aclarando-nos a lucidez para a sua mensagem libertadora

"A dor é uma benção que Deus envia aos seus eleitos. Não vos aflijais, portanto, quando sofrerdes, mas, pelo contrário, bendizei a Deus Todo-Poderoso, que vos marcou com a dor neste mundo, para a glória no céu."

Um Espírito Amigo, Havre, 1862 - "O Evangelho Segundo o Espiritismo", de Allan Kardec

Deus enviou-nos Jesus para se fazer compreendido e amado através dele. Através de Cristo, o Pai celestial nos mostra Sua face inefável. O caminho do amor e do sacrifício propõe o esvaziamento do “eu” para a plenitude de nossa vitória espiritual.

Único caminho

Não há outro caminho para a alma senão o de sua amorosa auto-entrega ao seu Criador. Esse caminho inicia nos livros, onde buscamos Deus. Prossegue no trabalho da caridade e do bem, quando nos aproximamos do Pai. E culmina na oração, onde O encontramos efetivamente, em nosso santuário interior.

Para verdadeiramente amar o próximo

O amor ao Pai deve ser o combustível de nossas obras. O próximo só poderá ser verdadeiramente amado na resultante de nosso amor incondicional ao Ser Supremo.

Essência da doutrina

Amor em espírito de sacrifício é o que resume a essência da doutrina do Cristo.

Lucidez

O sofrimento experimentado com o ardor da fé aproxima-nos do amor do Cristo, aclarando-nos a lucidez para a sua mensagem libertadora.

Verdadeira adoração

Acima de bons religiosos, importa-nos ser verdadeiros cristãos — quando divisões, preconceitos e dogmas se esvaecem sob a claridade única da verdadeira adoração a Deus “em espírito e verdade”.

De todo nosso ser

O amor ao próximo floresce em plenitude a partir do amor que devotamos a Deus sobre todas as coisas, com todas as nossas forças, com toda nossa alma e de todo nosso ser.

Impactos na dureza de nossas corações

Jesus jamais se dirigiu ao intelecto. Sua linguagem e seus exemplos são potentes impactos na dureza de nossos corações. Intelectualmente, somos capazes de erigir a supremacia de todas as doutrinas filosóficas. Mas, somente pelo coração, deliberadamente, seremos capazes de lançar-nos ao sacrifício, à renúncia e à cooperação edificante.

Superação

A evolução espiritual é sempre a melhoria de nossa capacidade de resposta às adversidades do meio, pela superação de nossas limitações e condescendência para com as limitações de nossos semelhantes.

Compreensão

No caminho do bem, importa-nos a humildade necessária para compreendermos com exatidão o que Deus realmente espera de nós. Do contrário, em nosso íntimo, seguimos sempre desejando que Deus compreenda unicamente aquilo que queremos dEle.

Se alguém quiser...

Em nossos tempos desvanece cada vez mais, no coração dos discípulos, o sentido do espírito de sacrifício. Justifica-se a evasão de nossas torpezas morais como assepsia à hipocrisia e ao necessário desmascaramento dos subníveis da personalidade. No entanto, o chamado do Cristo permanece repercutindo nos recônditos de nossa consciência e de nosso coração: “Se alguém quiser ser meu discípulo, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me”.





Comentários