Estatura espiritual

Quando alguém nos pergunta sobre a nossa estatura, logo informamos quanto temos de altura. Mas se alguém nos perguntar sobre a nossa estatura espiritual, o que diremos?

Talvez você nunca tenha pensado nisso, mas a estatura espiritual é a nossa real dimensão. O notável poeta português Fernando pessoa escreveu, numa de suas poesias: porque eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura...

Eu sou do tamanho do que vejo, eis os parâmetros para saber nossa real estatura.

Como você observa o mundo? De que maneira age em seu âmbito de influência? Como trata as questões do universo em que se movimenta? As respostas a essas perguntas ajudam a dimensionar sua estatura espiritual. Se você observa o mundo de um ponto de vista abrangente, que contempla mais do que seu próprio lar, seu emprego, seus familiares e seus amigos, tem uma boa estatura. Se em seu âmbito de influência você prioriza sempre e incondicionalmente o bem geral, a nobreza das iniciativas, a importância de cada pessoa envolvida no contexto, você é grande. Se nas decisões que lhe cabem você sempre leva em conta o esforço, a dedicação, a intencionalidade de quem lhe apresenta um projeto, uma nova idéia, uma sugestão, você tem uma ótima estatura. Se trata com a mesma consideração e respeito todas as pessoas, se não discrimina ninguém, se não faz pré-julgamentos e age sempre com justiça, você é gigante.

Mas..., se seu mundo se resume nos seus próprios interesses e nos de seus familiares, do seu time de futebol, do seu partido político, da sua religião... Se você rejeita projetos novos que lhe são apresentados, sugestões ou opiniões que venham de pessoas que você não estima, ou ofereçam algum risco aos seus interesses pessoais... Se age de acordo com as suas conveniências, da de seus correligionários, dos que pensam como você, então você tem estatura espiritual de pigmeu.

Existem pessoas que não conseguem vislumbrar os verdadeiros valores da vida, porque sua estatura espiritual é mínima. São essas as pessoas que sentem inveja, ciúmes, e não suportam ver os outros felizes. Por causa da sua miopia espiritual, não admitem o bem realizado por um indivíduo que torce para o time adversário, professa uma fé diferente da sua ou tem idéias divergentes. Ainda que trabalhem na mesma corporação, professem a mesma fé, ou sejam do mesmo partido político, esses pigmeus não aceitam as boas idéias, simplesmente porque não são suas. Essa é uma visão muito limitada, e é por isso que vivemos num mundo ainda problemático, do ponto de vista ético-moral.

Quando nossos horizontes se ampliarem, e a nossa visão for bem maior que a nossa altura, então formaremos uma nação onde a felicidade poderá fazer morada.

Pense nisso!

Pessoas que têm uma visão abrangente da vida são as que fazem o bem pelo bem, e não por conveniência ou interesses escusos. Valorizam as boas iniciativas por elas mesmas, e não pelas pessoas envolvidas. O bem geral passa a ser a meta, e quem quer que deseje unir forças para realizá-lo será bem-vindo, como um verdadeiro irmão.

E agora, você já sabe responder qual é a sua real estatura?

Lembre-se de que você é do tamanho do que vê e não do tamanho da sua altura...

Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita.

Comentários