Le Nouveau Livre Des Esprits



Pois é isso mesmo o que vocês estão pensando queridos leitores do Blog do CELE !

Hoje recebi um e-mail do Geraldo me perguntando se eu tinha alguma informação sobre este livro apresentado acima. Como sou curioso descobri que existe sim, pelo menos aqui na França, uma obra entitulada de “Novo livro dos espíritos”.

Vou apresentar a vocês agora os dados que são encontrados sobre este livro. Dentro em breve colocarei meus comentários particulares a respeito do mesmo, até porque nós espíritas devemos ter acima de tudo uma fé raciocinada e as oportunidades de aprendizado, como este livro, não devem ser descartadas. Resumindo: vou comprar o dito cujo, pois não sei quanto tempo levará para chegar ao Brasil.

Diz o Livro e seu prólogo:

"Catherine Chateigner, espírita a mais de 20 anos, secretária geral da Associação Círculo Espírita Allan Kardec, redatora do Jornal Espírita, é também médium e conferencista.

Desde o Livro dos Espíritos de Allan Kardec (1857) que elaborava o corpo da doutrina sobre a forma de perguntas e respostas, utilizando os ensinamentos dos espíritos, não se encontrou mais nenhuma obra consagrada às questões essencias com as respostas determinantes dos espíritos. O Novo livro dos espíritos dá novamente a palavra aos espíritos, na forma de perguntas e respostas sobre os grandes temas da metafísica e da filosofia, dando continuidade a um espiritismo atualizado. Face as questões do mundo contemporâneo, face à evolução das ciências e das técnicas a partir do século XIX ...

...Certamente as inúmeras obras filosóficas produzidas por brilhantes teóricos fez avançar o espiritismo desde a morte do seu fundador. Mas faltava talvez uma continuação assegurada pelos próprios espíritos, o que é realizado por este livro..."



Bom gente, como ainda não li o livro e qualquer comentário poderia ser irresponsável de minha parte. Mas a primeira vista eu questiono uma obra escrita por somente um autor (deveras desconhecido) e que se auto-intitula continuação do livro dos espíritos (que não esquecam, é uma obra básica da nossa doutrina).

Abraços

Fabiano (Montpellier)

Comentários